Mistério

Será que existem fantasmas na Casa Branca?

Durante a Segunda Guerra Mundial o primeiro-ministro Winston Churchill relatou que quando ficou hospedado na Casa Presidencial presenciou algo bastante estranho, ele estava saindo de um banho na antiga suíte de Lincoln nu e com um charuto na mão, então quando abriu a porta do banheiro viu próximo a lareira o espírito do próprio Lincoln! Segundo seu próprio relato, Churchill só teve tempo de dizer “Boa noite, senhor presidente. Parece que o senhor me pegou em desvantagem”, então a assombração sorriu e foi embora, levando Churchill a pedir a troca da suíte no dia seguinte. Falando em Lincoln, sabemos que o ex-presidente teve 5 filhos, porém apenas um deles viveu até idade adulta. Seu 3º filho chamado Willie faleceu aos 11 anos durante o mandato do pai possivelmente de febre tifoide. Em decorrência de mais uma perda, este luto foi sentido com muita dor, Lincoln inclusive teve medo que Mary enlouquecesse pela dor e talvez por isso Willie continue na Casa Branca, relatos dizem que ele caminha pelos corredores toda noite.

David Burns era um fazendeiro norte-americano cujas terras faziam fronteira com a Casa Branca, por isso George Washington o pressionou muito para que vendesse seu terreno e desse mais espaço para a majestosa residência. Provavelmente por isso um assessor de Franklin Roosevelt e também um segurança de Harry Truman já relataram ouvir uma voz na Sala Oval Amarela que dizia “Eu sou David Burns”. Existem alguns espíritos na Casa Branca que são sazonais, Anne Surrat aparece em todo 7 de julho e é constantemente vista por seguranças, funcionários e visitantes. Isto porque esse espírito para diante dos portões da grande residência e aos gritos pede o perdão pela sua mãe, Mary, que foi enforcada no dia 7 de julho de 1865 acusada de participar complô contra Lincoln no Teatro Ford.

Ainda nos portões já foram relatadas outras duas presenças, uma delas pertence a um antigo porteiro que lá trabalhou por três décadas, também aparece por lá um jovem soldado britânico que, segundo conta a história, participou da batalha de 1812 quando toda a cidade de Washington foi destruída e a Casa Branca queimada. Dizem que este teria sido o soldado responsável por começar o incêndio, porém minutos depois faleceu em decorrência de um infarto.E para encerrar, o último relato é assustador. Hillary Clinton teve mais uma tristeza com a perda das eleições, ela não reencontraria o espírito de Eleanor Roosevelt. Segundo a ex-primeira-dama, quando morava por lá costumava conversar muito com Eleanor, que viveu na casa entre 1933 e 1945 durante o mandato de seu marido Franklin Roosevelt. Ela mesma dizia que sentia uma estranha presença no antigo escritório de Lincoln.

 

 

Participe! Deixe seu comentário...

Você também pode gostar de