Curiosidades

Você sabe por que os soldados usam boinas?

Todos nós já vimos soldados utilizando boinas e, apesar de ser um acessório interessante que já caiu nas graças dos civis, esta cobertura tem significados muito importantes para o universo militar.

O que chamamos regularmente de chapéu ou boné, os militares chamam de cobertura. Quepe (uniforme de gala e passeio) gorro de pala (boné), bibico (algo semelhante aos chapéu de chef) e boina são alguns deles. Como sabemos, está última cobertura é bastante popular aqui no Brasil, sendo o preferido das polícias militares, forças especiais e patentes do exército.

Infelizmente sua origem não é bem definida na história, porém sabe-se que os civis o utilizaram muito antes que os oficiais. Para provar isso, basta se lembrar dos conhecidos pintores de séculos passados que pintavam utilizando suas boinas. Existe também a tradição escocesa da boina que acompanha as saias xadrez e a imensa gaita de fole. Porém, acredita-se que a primeira tropa a utilizar boina era composta pelos Caçadores Alpinos Franceses do Século XIX chamados de boinas azuis.

Por volta de 1950 após o uso dos franceses, os portugueses também aderiram a boina em sua equipe de paraquedistas que hoje são chamados de boinas verde. Vale lembrar que a França é a escola militar de Portugal que acabou sendo a origem das nossas Forças Armadas. Será que foi uma tradição passada de país para país? Dizem os especialistas que a boina não apenas propõe ostensividade aos policiais como se tornou símbolo de pronto emprego e operacionalidade policial e militar. Ou seja, ao vermos boinas, sabemos que de uma forma ou outra estamos protegidos. Gostou de conhecer estas informações? Comente!

ATUALIZAÇÃO: O Militar Luciano Bergendahl achou importante acrescentar algumas informações. Portanto, aqui vão elas:

“A cobertura tem como finalidade proteger a cabeça é claro, não vamos falar de todas, pois a questão aqui é Boina militar. Antes do surgimento das viaturas blindadas, o militar usava o boné ou gorro para as instruções internas e quepe para as externas ou sociais e capacete no combate. Com o advento das viaturas militares, carros de combate e similares, a pala do gorro tornou-se um problema para se movimentar dentro de viaturas pois os espaços são apertados, e também por ter que lidar com óleos e graxas, o gorro ou boné rapidamente ficava sujo e manchado de preto; optou-se então por usar a boina preta por dois motivos, nao tem pala, que facilita o movimento dentre da viatura e sua cor não aparece sujeira. inicialmente foi adotada por tropas blindadas e mecanizadas, depois espalhou-se pelas unidades do exercito que a adotaram como uniforme, conde criaram-se varias cores de acordo com a arma e ou curso. Ex cavalaria preta, infantaria verde, paraquedista bordo, tropa de serva rajada e por ai vai.”

Obrigada, Luciano pela contribuição!

Você também pode gostar de