Curiosidades

O que é doença celíaca?

Mesmo com um grande número de informações relacionadas à saúde sendo divulgadas nos dias atuais, muitas vezes acabamos conhecendo apenas o nome de algumas doenças, deixando de lado as informações mais relevantes a respeito dessas condições. Pensando nisso, resolvi trazer algumas informações sobre a doença celíaca, um mal que atinge um número considerável de pessoas e que merece ser mais conhecido pela população.

Definição

A doença celíaca é uma doença auto-imune grave que pode ocorrer em pessoas geneticamente predispostas, onde a ingestão de glúten leva a danos no intestino delgado. Quando as pessoas que têm doença celíaca comem glúten (uma proteína encontrada em alimentos como o trigo, centeio e cevada), seu corpo reage com uma resposta imune que ataca o intestino delgado. Esses ataques levam a danos nas vilosidades, pequenas mucosas sinuosas semelhantes a dedos que revestem o intestino delgado e que têm a função de absorver nutrientes. Quando as vilosidades são danificadas, os nutrientes podem não ser absorvidos adequadamente pelo corpo. Estima-se que esse problema afeta cerca de 1 a cada 100 pessoas em todo o mundo.

Sintomas

Os sinais e sintomas da doença celíaca podem variar muito e podem ser diferentes em crianças e adultos. Os sintomas mais comuns são diarreia, fadiga, dor abdominal, gases, vômitos e perda de peso. No entanto, mais da metade das pessoas com essa doença apresentam sinais e sintomas que não estão necessariamente relacionados ao sistema digestivo, o que inclui anemia, dores de cabeça e úlceras na boca

Efeitos a longo prazo

A doença celíaca é hereditária, ou seja, podem ser transmitida de geração em geração. Pessoas com um parente de primeiro grau que sofrem dessa condição correm o risco de herdá-la. Além disso, é preciso deixar claro que a doença celíaca pode se desenvolver em qualquer idade e caso não seja devidamente tratada, essa doença pode levar ao surgimento de problemas de saúde graves. Estes incluem o desenvolvimento de outros distúrbios autoimunes como diabetes tipo I e esclerose múltipla, dermatite herpetiforme, anemia, osteoporose, infertilidade, condições neurológicas e cânceres intestinais.

Tratamento

Atualmente, o único tratamento para a doença celíaca é a adesão ao longo da vida a uma dieta rigorosa sem glúten. As pessoas que vivem sem glúten devem evitar alimentos que tenham a presença de trigo, centeio e cevada em sua composição. Pães, massas, sopas de pacote, biscoitos e cerveja são alguns exemplos. Vale lembrar que a ingestão de qualquer quantidade de glúten, ainda que mínima, podem causar problemas no organismo de quem sofre com essa condição.

Gostou da matéria? Compartilhe e deixe o seu comentário!

Você também pode gostar de