Curiosidades, História

Você sabia que Pernambuco já foi um país?

Para que um local receba o título de “país” é necessário que ele possua fronteiras definidas, se sustente economicamente, tenha soberania nacional, além de ser reconhecido pelos demais como um país. Pelas contas da ONU, atualmente temos 193 países no mundo. Esse número poderia ser um pouco diferente, isso porque alguns deixaram de existir, outros foram países por um tempo, como é o caso de Pernambuco, por exemplo. O atual estado de Pernambuco, no nordeste do Brasil já foi um país por um curto período, você sabia disso? Vamos entender isso hoje.

Há pouco mais de 200 anos, Pernambuco se declarava e se tornava um país independente, mais precisamente em 6 de Março de 1817. Tal declaração foi fruto da revolução pernambucana que buscava independência da coroa portuguesa. Tudo começou quando os holandeses deixaram o estado, em  1654, o sentimento de independência já corria nas mentes do povo pernambucano. No século 19, Pernambuco era quase esquecido, isso porque a coroa portuguesa não dada tanta atenção a esse território que chegou a ser responsável por mais da metade das exportações em terras brasileiras quando a cana-de-açúcar estava no auge.

De Pernambuco estava saindo apenas enormes impostos que eram cobrados aos comerciantes e proprietários de terras. Esses impostos serviam apenas para bancar os luxos da Família Real que ainda estava em terras brasileiras e para construir a nova Capital do Reino Unido do Brasil, que ficaria no Rio de Janeiro. Com o passar do tempo, Pernambuco foi ganhando espaço no comércio com a produção de algodão, couro, madeira e produtos tropicais. Enquanto uma nova burguesia ascendia e as elites tradicionais mantinham-se com suas terras e influências, percebeu-se que nada era investido para as terras pernambucanas.

Aquele era o período do iluminismo e o lema da revolução francesa que era “Liberdade, Igualdade e Fraternidade” estava ecoando por todos os países, assim provocando vários movimentos separatistas, inclusive nos Estados Unidos e nas colônias espanholas. Quando chegou ao Brasil Pernambuco foi o que causou maior ousadia para esse movimento. A insatisfação do povo pernambucano, juntamente com os ideais dos iluministas criaram uma bomba relógio que a qualquer momento poderia explodir.

Foi então quando em 6 de março de 1817, o governador da Capitania de Pernambuco, Caetano Pinto, recebeu uma denúncia de rebelião. O governador se reuniu com o conselho militar que era formado por oficiais portugueses graduados e deu a ordem para prender os líderes revolucionários. De início, dois comerciantes e um padre foram presos. Quando chegou a vez de prender alguns militares que estavam organizando a revolução, o quadro mudou. Quando os oficiais portugueses chegaram para prender os revolucionários, o Capitão José Barros de Lima, conhecido como Leão Coroado, assassinou o brigadeiro português, Manoel Barbosa.

Depois do ocorrido, José Barros uniu as tropas e libertou todos os que estavam aprisionados. O governador quando soube, acabou fugindo do palácio e se abrigou no Forte do Brum e após isso, foi expulso. A partir daquele momento, quatro estados nordestinos, formados por: Alagoas, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte, se uniram em uma única nação: Pernambuco. O País existiu por apenas 75 dias. Nos dias de hoje, a data de 6 de Março, é feriado no Estado de Pernambuco, conhecido como Carta Magna.

Gostou do assunto de hoje? Não esquece de comentar e compartilhar esse post!

Você também pode gostar de