Todo mundo já sabe que o período de eleições costuma ser bastante tenso, já que é através do voto que as democracias do mundo escolhem os representantes que serão os responsáveis pelo desenvolvimento do futuro da sociedade em questão. No entanto, um caso na Ásia chamou a atenção nos últimos dias por ser bizarro ao extremo. Pawan Kumar, um indiano de 25 anos de idade que vive no estado de Uttar Pradesh, resolveu cortar uma parte do seu dedo indicador com um cutelo de carne em completo desespero, depois de votar acidentalmente no candidato errado na eleição nacional da Índia.

Kumar se tornou famoso da noite para o dia, primeiro na Índia e depois globalmente, graças a um vídeo viral que mostra ele com um dedo indicador enfaixado depois de ter servido como uma forma de autopunição por votar no candidato errado. O jovem disse aos repórteres que queria votar em favor do candidato Yogesh Sharma, mas ficou confuso com os símbolos do partido e acabou votando no Partido Bahujan Samaj. Ele disse que “não conseguiria viver com o seu erro” e por isso decidiu cortar um pedaço do dedo.




Ainda que os votos sejam enviados eletronicamente para as assembleias eleitorais em toda a Índia, o dedo indicador de cada eleitor é marcado com uma tinta bastante duradoura para garantir que eles não votem novamente em uma possível tentativa de fraude. Aparentemente, ver o dedo marcado lembrou Pawan Kumar do seu erro, o que o teria motivado a “se livrar” de parte do membro.

“Ele estava muito feliz por estar votando pela primeira vez”, disse Kailash Chandra, irmão de Kumar, à agência de notícias francesa AFP. “Mas quando ele percebeu o seu erro, ele ficou tão perturbado que acabou cortando o seu dedo marcado com tinta, já que toda vez que ele via o dedo, ele sentia raiva”.




Bizarro, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!