Curiosidades, Entretenimento, Netflix, Notícias

Especial de natal da Netflix e Porta dos Fundos causa polêmica na internet

Especial de natal da Netflix e Porta dos Fundos causa polêmica na internet

Desde que a sociedade existe, as pessoas possuem opiniões divergentes, afinal de contas, nem todo mundo pensa igual, assim, cada um cria sua própria forma de raciocínio. As opiniões se divergem em várias áreas, sejam elas religiosas ou até mesmo culturais.

Quando se trata de filmes, vários deles já tiveram opiniões divididas pelo público, inclusive alguns chegaram a gerar uma certa polêmica, como é o caso do especial de natal da Netflix, juntamente com o Porta dos Fundos chamado “A Primeira Tentação de Cristo”. Iremos entender tudo sobre essa polêmica agora mesmo.

 

Especial de natal da Netflix e Porta dos Fundos causa polêmica na internet

 

Porta dos Fundos

O canal Porta dos Fundos começou as suas atividades em março de 2012, quando  Fábio Porchat, Ian SBF,  Antônio Tabet, Gregório Duvivier e João Vicente de Castro se uniram para fazer uma parceria. O primeiro vídeo do Porta dos Fundos só saiu mesmo no dia 6 de agosto de 2012 e em 6 meses o canal já tinha mais de 30 milhões de visualizações.

Atualmente o Porta dos Fundos é o 6º maior canal de comédia do mundo, contando com mais de 16,2 milhões de inscritos e 1.298 vídeos. Com o sucesso do canal, em 2017 a Viacom adquiriu 51% do controle da produtora por uma bagatela de R$ 60 milhões.

Especial de natal da Netflix e Porta dos Fundos causa polêmica na internet

Parceria com a Netflix

O Porta dos Fundos já tinha costume de todos os anos fazer um especial de natal em seu canal no YouTube, no ano passado o grupo fechou uma parceria com a Netflix para começar a produzir e exibir esses especiais na plataforma.

No dia 21 de dezembro de 2018 foi ao ar o primeiro filme da parceria, chamado de “Se Beber, Não Ceie” que é uma sátira de “Se Beber, Não Case”. No longa, após a última ceia regada de muito vinho, os discípulos de ressaca, percebem que perderam seu Messias, Jesus Cristo. O especial ganhou o Emmy Internacional de melhor comédia do ano.

 

Especial de natal da Netflix e Porta dos Fundos causa polêmica na internet

 

A Primeira (e Polêmica) Tentação de Cristo

No último dia 3 de dezembro, estreou na Netflix o segundo filme especial de natal da parceria chamado “A Primeira Tentação de Cristo”. No longa, ao regressar de uma viagem de 40 dias pelo deserto, Jesus é surpreendido com uma festa de aniversário para celebrar seus 30 anos. A certa altura, Maria e José, os pais do aniversariante, fazem uma revelação: ele foi adotado por José e seu verdadeiro pai é Deus.

Ao mesmo tempo em que o filme se tornou um sucesso, ele também se tornou uma verdadeira polêmica. O filme que apresenta um “Jesus gay” e um triângulo amoroso entre Maria, José e Deus foi alvo de um abaixo assinado que já conta com mais de 2 milhões de assinaturas, além disso a Netflix e o Porta dos Fundos foram processados por um grupo de cristãos.

 

Especial de natal da Netflix e Porta dos Fundos causa polêmica na internet

 

A Netflix também está sendo alvo de boicote por ferir a fé cristã, além disso, a empresa foi convocada ao Congresso Nacional para prestar esclarecimento. Representantes de outras religiões não cristãs também acabaram não concordando com o que foi retratado na produção.

Resposta de Porchat

Fábio Porchat que é ateu praticante se pronunciou no seu Twitter dizendo:

Gente, pode deixar que eu me resolvo com Deus, tá de boa, não precisa se preocupar não. Agora pode voltar a se indignar com a desigualdade que destrói nosso país. Mas tem que se indignar com o mesmo fervor, tá?

 

Especial de natal da Netflix e Porta dos Fundos causa polêmica na internet

 

Porchat ainda disse que não faz sátira apenas com o cristianismo e existem outros vídeos principalmente no canal do Porta dos Fundos em que eles brincam com outras religiões. Apesar de toda a polêmica envolvendo o especial de natal desse ano, a Netflix e o Porta dos Fundos confirmaram o especial do próximo ano.

O que você acha de toda a polêmica? Comenta aqui em baixo e não esquece de compartilhar o post!

Leia Também: