Conecte-se conosco

Oi, o que você está procurando?

Bizarro

Conheça o bizarro caso de Blanche Monnier

O bizarro caso de Blanche Monnier

Ao longo da história diversos casos bizarros aconteceram ao redor do mundo, alguns chamaram mais atenção que outros. Isso acontece devido ao grau de bizarrice que acabou chocando as pessoas de uma forma completamente inexplicável.

Dentre tantos os casos que se destacam, está o caso da Blanche Monnier, uma mulher que passou (pasmem) 25 anos sem ver a luz do sol. Certamente você já deve ter ouvido ou visto o nome da moça em algum lugar, mas você conhece a história? Bom, pode se preparar, pois te contaremos agora mesmo com todos os detalhes o caso da Blanche.

Biografia

Blanche Monnier nasceu no dia 1 de março de 1849, na França e ela fazia parte de uma família muito rica e muito respeitada que morava na cidade de Poitiers. A Blanche tinha um irmão mais velho chamado Marcel Monnier e os dois eram herdeiros da família.

Quando Blanche ainda era criança, o pai dela morreu, mas deixou a família com uma herança suficiente para eles viverem bem durante muito tempo. Blanche era descrita como uma garota tímida, mas muito alegre e bonita, com cabelos castanhos e olhos azuis.

O bizarro caso de Blanche Monnier

A relação da Blanche Monnier com Louise Monnier, a sua mãe, não era das melhores, isso porque as duas sempre viviam brigando. As brigas aconteciam principalmente pelo fato de que Louise queria que a Blanche se casasse com um homem rico. A ideia de Louise era conseguir manter a fortuna da família com o casamento da Blanche.

Propaganda. Role para continuar lendo.

O Caso

Quando tinha 25 anos, a Blanche desapareceu misteriosamente sem deixar rastros, sua família e seus amigos pareciam não saber de absolutamente nada sobre o paradeiro da jovem. Dias, meses e anos foram se passando e nenhuma pista sobre o desaparecimento de Blanche surgia.

Na França o caso ficou conhecido como “A Sequestrada de Poitiers”. Depois de alguns anos, as pessoas começaram a se esquecer do desaparecimento da Blanche. A essa altura, não existia nada que apontasse para o que poderia ter acontecido com ela e ninguém fazia ideia se ela estava viva ou não.

A Carta

Em maio de 1901, o procurador-geral de Paris recebeu uma carta anônima e nela estavam descritos acontecimentos horríveis de uma casa em Poitiers. Na carta, o autor afirmava que havia uma mulher sendo presa dentro dessa casa em condições desumanas durante vários e vários anos.

O bizarro caso de Blanche Monnier

A carta também possuía o endereço da casa da Madame Louise Monnier que na época estava com 75 anos. O procurador-geral não acreditou muito no conteúdo da carta, principalmente pelo fato de que a família Monnier era muito conhecida na França e também pela idade da Louise, além de que Marcel Monnier era advogado.

O procurador-geral decidiu não fazer nada, até que lembrou que a família Monnier não possuía apenas um filho, mas sim 2 e que um desses filhos estava desaparecido há muito tempo. A polícia decidiu investigar o caso, então 3 policiais foram até a residência da família Monnier.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Investigação

Chegando no local, a porta da casa estava trancada e a empregada demorou bastante para atender os policiais isso já causou uma certa estranheza. Os policiais ficaram esperando na parte de baixo da casa até que a Madame Monnier apareceu e ficou sabendo sobre a carta. Ela afirmou que aquilo era um completo absurdo e que alguém estava tentando fazer uma brincadeira de mau gosto com o caso.

A Madame Monnier conseguiu convencer 2 dos policiais, porém 1 não conseguiu acreditar nas palavras dela e pediu para dar uma olhada na casa. Então a empregada acompanhou o policial pela casa que foi alertado de que não poderia entrar nos quartos. A empregada afirmava que a Madame Monnier não queria ninguém a incomodando.

O bizarro caso de Blanche Monnier

A empregada foi mostrando toda a casa para o policial, até que eles chegaram no segundo andar e ele foi sentindo um cheiro muito forte. À medida em que eles iam andando, o cheiro ia ficando cada vez mais forte.

Encontrando o Cativeiro

Os dois chegaram até um quarto que estava com a porta porta trancada e dava para perceber que o cheiro vinha de lá. Estranhando, o policial ordenou que a empregada abrisse a porta, mas ela disse que teria que chamar a Madame Monnier.

O policial mais uma vez ordenou que a porta fosse aberta, mas a empregada se recusava, então os outros dois policiais foram chamados e os 3 juntos arrombaram a porta que quando foi aberta saiu um cheiro extremamente forte, a ponto de um dos policiais quase vomitar.

Propaganda. Role para continuar lendo.

O bizarro caso de Blanche Monnier

O local estava completamente úmido e escuro, o cômodo tinha apenas uma janela e ela estava coberta por uma cortina pesada que impedia qualquer luz de entrar. Os três policiais retiraram a cortina e quando a luz entrou revelou o corpo de Blanche Monnier que estava viva e deitada em um canto, deitada sobre um colchão que havia absorvido toda a sua urina e fezes durante anos.

Blanche estava com um corpo esquelético, sem roupa alguma e coberta apenas por um cobertor sujo. No local haviam pedaços de carnes, vegetais e pães jogados no chão que também estava completamente imundo.  Um dos policiais quando viu o estado da Blanche chegou a desmaiar.

O bizarro caso de Blanche Monnier

Dois dos policiais levaram a Blanche até um hospital e acionaram as autoridades que foram atrás do Marcel e o levaram até a sua residência. De volta ao local, a Madame Monnier estava completamente normal, como se nada tivesse acontecido. Como os policiais haviam visto toda aquela cena, não havia como mentir, então os dois começaram a contar tudo o que aconteceu e a polícia deteu os dois.

O Motivo do Cativeiro

Em 1875, quando a Blanche tinha 25 anos de idade, a mãe dela queria que ela casasse com um homem rico que fosse capaz de dar a ela uma vida na qual ela já estava acostumada, como já falamos mais acima. Mas a Blanche acabou se apaixonando por um advogado mais velho que ela e também mais pobre.

O bizarro caso de Blanche Monnier

Vários rumores começaram a surgir na cidade de que a Blanche iria engravidar logo e a Madame Monnier não gostou nada disso e não aprovava o namoro da filha. Blanche foi proibida de ver o advogado, mas não aceitava e queria ficar junto dele e se casar com ele.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Foi nesse período em que a jovem desapareceu, como ela não queria obedecer as ordens da mãe, a Madame Monnier juntamente com o Marcel drogou a Blanche e trancou ela no sótão da casa. A jovem só seria solta se ela obedecesse a sua mãe e rompesse o relacionamento. O tempo foi passando e a Blanche sempre se recusava a fazer a vontade da mãe, então ela ficou sendo alimentada com pouquíssima comida que muitas vezes era estragada, assim a jovem foi enfraquecendo.

O bizarro caso de Blanche Monnier

Em 1885 o advogado acabou falecendo, mas ainda assim a Blanche continuou no cativeiro e assim o tempo foi passando e a jovem continuava presa até o dia em que foi resgatada.

O Que Aconteceu Depois?

Após a Madame Monnier e o Marcel confessarem tudo, os dois foram presos e levados à delegacia, chegando lá foi descoberto que a Madame Monnier tinha problemas cardíacos. Com isso, ela foi transferida para a enfermaria e ela acabou falecendo 15 dias depois.

Marcel Monnier foi julgado sozinho e no tribunal ele afirmou que Blanche Monnier era louca e que ela quis ficar no sótão por conta própria, como ato de desaforo contra a mãe. Mas várias testemunhas afirmaram ter ouvido gritos de dentro da casa. Além disso, os próprios empregados da casa falaram que ouviram a Blanche perguntando o que havia feito para merecer aquilo.

Leia Também: Conheça 5 das mortes mais misteriosas do mundo
Leia Também: Casos misteriosos: Conheça 5 que jamais foram resolvidos

Propaganda. Role para continuar lendo.

Marcel foi condenado a 15 anos de prisão, porém ele recorreu e conseguiu convencer o júri de que ele era inocente. O irmão da Blanche acabou sendo inocentado do crime. Já a Blanche Monnier ficou em um hospital psiquiátrico até a sua morte em 1913. Até hoje não se sabe quem enviou a carta para o procurador-geral de Paris.

Bizarro, não acha? Comenta aqui em baixo o que achou desse caso e não esquece de compartilhar esse post!

Leia Mais

Curiosidades

É bem provável que você já tenha assistido a vários documentários da vida selvagem. Em sua grande maioria, esses programas trazem uma combinação de...

Curiosidades

O mar sempre aparentou ser um ambiente hostil para a vida humana. Tragédias como a do Titanic exemplificam muito bem o quão facilmente vidas...

Curiosidades

Para que um local receba o título de “país” é necessário que ele possua fronteiras definidas, se sustente economicamente, tenha soberania nacional, além de...

Curiosidades

O papel higiênico é uma daquelas coisas indispensáveis dos tempos modernos, pelo menos no mundo ocidental. Hoje em dia, viver sem esse item pode...

Curiosidades

Quando se fala nos Estados Unidos, coisas como as movimentadas avenidas de Nova York e as ensolaradas praias de Miami surgem constantemente em nossas...

Curiosidades

Estamos acostumados a ouvir falar de diversas criaturas mitológicas, inclusive boa parte delas já foram mencionadas em diversos livros. Além disso, já vimos algumas...

Curiosidades

Certamente você já ouviu falar bastante da ONU, a organização que reúne sempre os líderes mundiais. Costumamos ouvir bastante sobre ela principalmente nos jornais,...

Curiosidades

No decorrer da história grandes invenções começaram a surgir, algumas que de certa forma mudaram as nossas vidas, outras que de fato pareciam ser...