Curiosidades

O trabalho da artista que cria bonecos de tricô inspirados nas pessoas de sua cidade

O trabalho da artista que cria bonecos de tricô inspirados nas pessoas de sua cidade

Para algumas pessoas, o tricô pode não ser a arte mais excitante, mas as criações de Liisa Hietanen são incrivelmente bonitas e inspiradoras. A artista finlandesa resolveu criar bonecos de tricô em tamanho real dos moradores da sua cidade, de modo que as semelhanças entre as pessoas e os bonecos são surpreendentemente realistas.

Liisa Hietanen começou a fazer crochê e tricô quando tinha 10 anos. Com o passar do tempo, ela ficou tão boa nessa técnica que, enquanto frequentava a escola de arte, começou a fazer esculturas de malha. Tudo começou com uma escultura em tamanho natural de sua professora do primeiro grau, que acabou apresentando um resultado tão bom que a artista se sentiu inspirada a criar um conjunto inteiro baseado nas pessoas de sua cidade, chamada Hämeenkyrö.

Antes de criar os bonecos, a artista se encontra com as suas “cobaias” para tira fotos delas em todas as direções e poses possíveis. Além disso, ela tira algumas medidas do corpo e presta atenção nos detalhes físicos de cada pessoa para que ela possa capturar melhor as suas personalidades nas obras de arte. Apenas alguns meses depois a obra fica inteiramente pronta, o que geralmente surpreende não só as pessoas que serviram como modelo, mas todo mundo que reserva um tempinho para observar o trabalho da artista.

Liisa Hietanen trabalha principalmente com as fotografias que tira, mas na hora de tratar dos rostos e das mãos de seus manequins de tricô, ela costuma se reunir com os modelos mais de uma vez para estudar melhor as suas características únicas. Ela dedica muito tempo e esforço para reproduzir os mínimos detalhes da melhor forma possível, de modo que o resultado final é simplesmente incrível.

Para ter certeza de que as suas esculturas de malha ficarão de pé, Liisa usa uma estrutura de vergalhões de aço e cimento como suporte. Depois de terminar a concha de malha, ela preenche a escultura com materiais macios para dar uma aparência mais realista. Segundo a artista, a grande vantagem é que, por morar em uma cidade de pouco mais de 10 mil habitantes, ela acaba encontrando essas pessoas todos os dias nas ruas.

Um trabalho muito interessante, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: