Mistérios

Conheça a lenda do imortal Conde de Saint Germain

Talvez dono de uma das histórias mais intrigantes que se tem registro, o Conde de Saint Germain ficou conhecido em todo o mundo como a pessoa que encontrou a imortalidade. Um dos pontos mais curiosos é que ninguém até hoje conseguiu comprovar qual a sua origem ou nascimento: o mistério fica ainda mais difícil de desvendar porque ninguém sabe destacar ao certo sua idade, mas sabe-se que ele esteve presente em muitos momentos históricos.

De acordo com os registros, o Conde de Saint Germain foi expulso da Inglaterra e resolveu morar na França, em meados da década de 1700. Ele teria sido expulso das terras da Rainha por conta de espionagem. Na época em que foi para a França, o Conde iniciou uma proximidade com a Coroa e logo começou a frequentar a corte. Na época, ele se tornou um amigo e convidado padrão de cerimônias do Rei Luis XV.

Alquimista, o Conde passou a ter vários boatos espalhados sobre sua real identidade e objetivos. Fluente em vários idiomas como árabe e chinês, o nosso estimado “imortal” também tocava violino e escrevia diversos textos. falta de informações sobre sua origem assustava os nobres da época, já que ele era um homem de bons modos, com conhecimentos invejáveis, mesmo sem ninguém conseguir explicar de onde tudo aquilo havia saído. Um ponto muito peculiar da história do homem era a sua idade, a qual ele sempre desconversou e chegou a afirmar ter 500 anos. A revelação causou espanto, mas ele resolveu desconversar aquela, que seria uma suposta confissão sobre sua imortalidade. Muito rico, o conde era dono de jóias e não se sabia a origem de sua fortuna. Entre outras peculiaridades dele estava o uso de roupas pretas e brancas e a reserva do direito de não comer em público.

O Conde era visto por algumas pessoas como ocultista e como um dos fundadores da maçonaria. Sua imagem ligada à alquimia fez com que muitos acreditassem que ele realmente tivesse chegado à imortalidade. A ideia da existência do conde como pessoa imortal foi reforçada até 1900, onde pessoas afirmaram ainda ter visto o personagem histórico. Entre as lendas sobre ele, aparecem que o Conde seria um “judeu errante”.

De acordo com a lenda, ele seria um homem que ridicularizou Jesus quando ele estava sendo crucificado e por isso foi condenado a vagar na terra sem morrer até o juízo final. Entre quem reforça essa teoria, o seu conhecimento em várias línguas e não ser visto se alimentando são provas fortes para isso.

E você, o que acha dessa incrível lenda? Deixe nos comentários!

Você também pode gostar de