Curiosidades

O que são os organismos bentônicos?

O que são os organismos bentônicos?

Os oceanos são ambientes repletos de criaturas com características incrivelmente complexas e curiosas. Um bom exemplo disso são os organismos bentônicos, cujos detalhes vamos explorar ao longo desse post.

Os organismos bentônicos são os seres que vivem no nível mais baixo de um ambiente aquático, como um simples lago ou até mesmo um oceano. Esses animais evolutivamente se adaptaram a vários certos nichos bem específicos e costumam ter aparências e comportamentos incrivelmente diferentes, o que promove uma imagem clara do quão diversa é a vida marinha. Alguns organismos bentônicos, muitas vezes chamados simplesmente de “bentos”, vivem ligados a pedras ou a outros organismos, enquanto outros vivem enterrados nos sedimentos por toda a vida.

Os organismos bentônicos possuem diferentes hábitos alimentares. A alimentação por filtro envolve a peneiração ativa ou passiva de pequenos organismos ou de partículas de alimentos que caem nos lagos ou nos oceanos. Outros bentos são alimentados através de detritos, ou seja, eles se alimentam dos sedimentos do fundo do ambiente marítimo. Além disso, existem os que se alimentam de carniça, os que se alimentam de algas e os carnívoros, que por sua vez se alimentam de outros animais. Exemplos de organismos bentônicos incluem esponjas, crustáceos, anelídeos, moluscos e cnidários.

Vale destacar que diversas espécies de organismos bentônicos são cruciais para a manutenção do ecossistema aquático, enquanto outras são coletadas por humanos para uso comercial. Espécies de peixe como o linguado, o peixe-gato e o hadoque se alimentam principalmente de bentos. Outros animais bentônicos, como os “escavadores ativos” e os “alimentadores de detritos”, também ajudam a limpar o oceano ao se alimentarem dos organismos mortos no fundo dos ambientes aquáticos. O movimento dos sedimentos no fundo dos ambientes aquáticos, desencadeado por essas espécies bentônicas, resulta em uma elevação do conteúdo de oxigênio da água, melhorando a produtividade geral do ecossistema.

Criaturas interessante, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: