Curiosidades

Por que o queijo cheddar é laranja?

Você provavelmente já sabe que o queijo é feito de leite. E também certamente já sabe que o leite é branco. Então, como que o leite que vem da vaca acaba dando origem a laticínios como o queijo cheddar, que apresenta uma cor laranja?

Primeiramente, é necessário dizer que o queijo cheddar não adquire a cor laranja naturalmente. Na verdade, ele é tingido para parecer assim. Em seu estado natural, o queijo cheddar possui uma cor branca ou é levemente amarelado. No entanto, você pode estar agora se perguntando: “tá mas, por que decidiram tingi-lo assim?” Bem, para entender completamente a história colorida deste queijo, precisamos fazer uma viagem à vila de Cheddar, na Inglaterra, o berço do queijo que recebeu o seu nome. Mas primeiro, vamos aprender um pouco de ciência agrícola.

O que uma vaca come determina o sabor do leite (e consequentemente o gosto do queijo). A cor natural do queijo também pode variar de acordo com a dieta da vaca. Em alguns desses casos, o leite pode conter betacaroteno, o mesmo pigmento natural que confere às cenouras a sua cor laranja. Vacas alimentadas com pasto produzem leite com maiores níveis de beta-caroteno na primavera, quando sua dieta consiste em um capim mais fresco. Como resultado, esse leite produz um queijo com uma cor amarela mais profunda. Por outro lado, no inverno, quando a dieta da vaca consiste principalmente de feno, os níveis de beta-caroteno diminuem, o que significa que o queijo será mais branco.

Pois bem, nos primórdios do queijo cheddar, os amantes de queijo não conseguiam obter quantidades suficientes desse alimento. Embora essas pessoas ainda não compreendessem totalmente a ciência do queijo, elas sabiam que o cheddar amarelo tinha um sabor melhor do que outros queijos brancos. De fato, o cheddar tornou-se tão popular que as lojas de queijo passaram a cobrar mais pelo queijo desse tipo. Infelizmente, não demorou muito para os fabricantes de queijo mais “espertos” percebessem que adicionar um pouco de corante aos seus queijos brancos poderia levar as pessoas a pensarem que estavam obtendo o autêntico queijo cheddar. E assim se seguiu por muito tempo, de modo que quanto mais amarela fosse a cor do queijo, maior era o seu preço.

Séculos mais tarde, quando os americanos passaram a produzir a sua própria versão do queijo cheddar, eles continuaram com a prática de adicionar corantes laranjas ao queijo. Esse corante é geralmente obtido da árvore de urucum, que cresce em regiões tropicais na América Central e do Sul. No entanto, vale destacar que o cheddar do tipo americano é um queijo processado, bem diferente que o original da Inglaterra, que é mais natural. Vale lembrar que o cheddar do tipo americano é o que encontramos com mais facilidade nos supermercados, apresentando uma cor bem mais amarela e uma composição bem menos saudável que o seu “primo” inglês.

Interessante, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: