Curiosidades, História

Por que dia 8 de março é o Dia Internacional da Mulher?

Muitos acreditam que o Dia Internacional da Mulher tenha sido fundado em função de um terrível incêndio em uma fábrica têxtil de Nova York no ano de 1911 que teria causado a morte de 130 operárias que foram carbonizadas. Isto aconteceu em 25 de março daquele ano e precisa sim ser relembrado como um importante marco para a luta das mulheres pela igualdade. Porém, o dia de hoje foi criado em função de eventos anteriores a este.

Já no final do século 19 organizações femininas que se desenvolveram junto aos movimentos operários começaram uma onda de protestos na Europa e Estados Unidos contra as 15 horas de trabalho diárias que acompanhavam salários irrisórios em função da Revolução Industrial. Neste período, greves foram realizadas para reivindicar o fim do trabalho infantil e também melhores condições de trabalho.

Pesquisadores afirmam que o primeiro Dia Nacional da Mulher tenha sido celebrado em maio de 1908 nos EUA durante uma manifestação que uniu 1500 mulheres que solicitavam a igualdade política e econômica no país. Já no ano seguinte o Partido Socialista dos EUA marcou o dia 28 de fevereiro como dia da mulher, nesta ocasião ocorreu outro protesto que reuniu 3 mil pessoas em Nova York e que causou em novembro de 1909 a maior greve têxtil daquele período onde cerca de 500 fábricas foram fechadas.

Protesto Pão e Paz

Ainda nesta luta tivemos, em 1910 durante a II Conferência Internacional de Mulheres Socialistas da Dinamarca, a resolução que tinha como objetivo a criação de uma data anual para celebrar os direitos conquistados até então. A ideia foi aprovada por mais de 100 representantes de 17 países diferentes. Então a Primeira Guerra Mundial (1914-1918) eclodiu e com ela mais protestos por todo o mundo. Então, em 8 de março de 1917 (ou 23 de fevereiro segundo o Calendário Juliano adotado na Rússia naquele momento) 90 mil operárias se uniram para protestar contra o Czar Nicolau II e suas más condições de trabalho, fome e participação da Rússia na guerra. Este protesto foi chamado de Pão e Paz e foi quem consagrou o dia 8 de março como Dia Internacional da Mulher, porém o mesmo só foi reconhecido em 1921.

Então mais de 20 anos depois, no ano de 1945, a ONU (Organização das Nações Unidas) em reunião assinou o primeiro acordo internacional em prol da igualdade entre homens e mulheres. Na década de 60 o movimento feminista cresceu e em 1975 foi comemorado o Ano Internacional da Mulher, após em 1977 foi marcado o 8 de março pelas Nações Unidas.

Federação Brasileira pelo Progresso Feminino

No Brasil

Por aqui também foram realizadas movimentações para a conquista da igualdade de gênero por meio de grupos anarquistas durante o século 20. Eles exigiam melhores condições de trabalho e também de qualidade de vida. Nas décadas de 20 e 30 também surgiram as sufragistas que conquistaram o direito de votar em 1932 promulgado na Constituição por Getúlio Vargas. Já nos anos 70 surgiram outras organizações que tinham como objetivo discutir a igualdade, a sexualidade e a saúde da mulher. Já em 1982 o diálogo entre grupos feministas e o Estado ganhou um grande avanço através da criação do Conselho Estadual da Condição Feminina em São Paulo. Já em 1985 foi criada a primeira Delegacia Especializada da Mulher.

Leia Também: