Curiosidades

Conheça os esportes mais bizarros do mundo

Conheça os esportes mais bizarros do mundo

A história do esporte é tão antiga quanto a própria humanidade, até porque os seres humanos sempre gostaram de praticar atividades ao ar livre como chutar uma bola, balançar um bastão ou uma raquete, ou se envolver em algum outro tipo de atividade física e competição. Para se ter uma ideia, os primeiros Jogos Olímpicos foram realizados na Grécia antiga em 776 aC, sendo que as multidões aplaudiam quando os atletas lutavam, jogavam, pulavam e corriam para a vitória.

Desde então, quando pensamos em esportes internacionais, ainda tendemos a pensar bastante nas Olimpíadas. No entanto, há também alguns esportes incrivelmente bizarros que são bem menos conhecidos pelo grande público. Mas apesar de menos famosos, esses esportes estranhos também possuem campeonatos internacionais disputados a cada ano, atraindo competidores e espectadores de todo o mundo.

A seguir, nós preparamos uma lista com os esportes mais bizarros de todo o planeta. Você vai ver que alguns desses esportes são tão insanos que você se perguntará como eles conseguiram se tornar populares entre parte do público.

5. Carregamento de esposas

O esporte de carregamento de esposa se originou na Finlândia e se transformou em uma competição internacional. Nesse tipo de disputa, os competidores carregam a esposa por meio de uma pista repleta de obstáculos, sendo considerado vencedor o casal que conseguir completar o percurso no menor tempo e sem cometer faltas. A pista oficial conta com 253,5 metros de comprimento e apresenta dois obstáculos secos e um obstáculo de água, obrigando uma curta navegação.

Vale destacar que, na prática, as “esposas” não precisam ser cônjuges legais dos concorrentes. Por causa disso, os competidores podem “pedir emprestada” a esposa de um amigo ou de um vizinho. A única exigência é que as esposas devem pesar pelo menos 49 kg. Caso elas sejam mais “magrinhas”, se faz necessário o carregamento de pesos para equilibrar a pesagem prevista nas regras. Outra curiosidade relacionada a esse esporte é que, embora não exista restrição no método de transporte, uma técnica chamada “transporte estoniano”, onde a esposa é carregada de cabeça para baixo com as pernas nos ombros do marido e os braços ao redor da cintura, costuma ser a mais popular.

Torneios locais do carregamento de esposas são realizados em vários países, mas os campeonatos internacionais são realizados em Sonkajarvi, na Finlândia, desde 1995. Apenas para registro, o recorde mundial atual do percurso é de 55,5 segundos.

4. Corrida do queijo

A corrida do queijo é um esporte que se originou em Gloucestershire, no Reino Unido. Esse jogo incomum remonta a 1800, sob a forma de um festival local que buscava celebrar a chegada da primavera em maio. Agora considerado um dos eventos mais populares da região, a corrida do queijo consegue atrair participantes de todo o mundo. Na ocasião, os competidores se reúnem em uma colina íngreme para perseguir uma roda de queijo de aproximadamente 3,6 kg até o fim do percurso. A primeira pessoa a cruzar a linha de chegada, ganha o queijo como premiação.

É importante mencionar que o queijo é jogado na colina um segundo antes de os competidores começarem a perseguição. Parece fácil, não? Mas não é mesmo! O queijo pesado pode atingir velocidades de até 110 quilômetros por hora, às vezes resultando em quedas e ferimentos aos participantes. Na verdade, as lesões são relatadas a cada ano, incluindo aquelas que ocorrem com as pessoas atingidas pela roda de queijo que rola rapidamente.

3. Duelo de tubos de papelão

Provavelmente, você já deve ter brincado com algum tubo de papelão pelo menos uma vez na vida. No entanto, algumas pessoas foram mais além e resolveram fazer com que o duelo de tubos de papelão se transformasse em um esporte reconhecido, contando até com uma liga internacional que coordena eventos em todo o mundo! A Liga de Combate de Tubos de Papelão (CTFL) agora tem filiais nos EUA, Austrália, Bélgica e Reino Unido, onde os eventos regulares são realizados. O objetivo é “recuperar um pouco da diversão da infância com duelos e batalhas organizadas com papelão”.

Durante um torneio desse tipo, os competidores se enfrentam através de uma série de lutas e devem usar o mesmo tubo para todas as duas rodadas. Um tubo danificado ou quebrado significa desqualificação instantânea nas rodadas iniciais. A última pessoa que permanecer com um tubo sem danos é declarada a vencedora.

Vale destacar que os tubos também são regulados pela própria CTFL, de modo que cada um deles deve contar com 91 centímetros de comprimento e 3,8 centímetros de diâmetro. Os competidores podem participar de um duelo de um contra um ou de uma competição envolvendo grupos brigando entre si. O figurino (também feito de papelão) é opcional durante alguns eventos.

2. Passagem de roupa radical

Para a maioria de nós, o simples ato de passar roupa é visto como uma tarefa chata em vez de um passatempo ou um esporte agradável. No entanto, o Campeonato Mundial de Passagem de Roupa Radical tem sido realizado desde 2002. Nessa disputa, concorrentes de todo o mundo competem em várias categorias para montar suas tábuas de engomar nos locais mais bizarros. De fato, a única limitação relacionada à elaboração de um local para a prática desse esporte é a própria imaginação dos concorrentes.

Seja em rappel, mergulho, esqui aquático e até cavalgadas, os entusiastas da arte de passar roupas nunca deixam de encontrar um novo local praticar esse esporte bizarro. Vale destacar que os competidores são julgados não apenas pelo local em que realizaram a tarefa, mas também pela qualidade de sua habilidade de passar a ferro, ou seja, vincos e marcas de queimadura resultam na perda de pontos.

1. Corrida de avestruz

A curiosa corrida de avestruz teve origem na África e se tornou um passatempo popular há muito tempo em vários países africanos. No entanto, a tradição desse esporte conseguiu atravessar o continente e chegou aos EUA, tendo sido popular no Estado da Flórida desde a década de 1890, quando um parque temático em Jacksonville passou a oferecer passeios de avestruz aos visitantes. As primeiras Corridas Internacionais de Avestruzes foram realizadas em Virginia City, Nevada, há aproximadamente 60 anos.

Essas grandes aves que não voam são atreladas de maneira semelhante a um cavalo. Então, os montadores sobem nos pássaros, segurando-os enquanto os animais correm pela trilha a velocidades que podem chegar até 69 quilômetros por hora. É dito que esses pássaros são significativamente mais difíceis de manusear do que um cavalo, o que ajuda a explicar o grande número de quedas dos montadores na pista.

E você, já tinha ouvido falar em algum dos esportes mencionados? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: