Curiosidades

6 coisas que você provavelmente não sabia sobre a Ducati

6 coisas que você provavelmente não sabia sobre a Ducati

Se você é um grande admirador do mundo das duas rodas, muito provavelmente já deve ter ouvido falar na Ducati. Essa montadora italiana conseguiu se estabelecer como uma das marcas mais conhecidas e de maior sucesso na indústria das motocicletas. Ela é conhecida por produzir motos poderosas que são agradáveis tanto pelo desempenho nas ruas quanto pelo seu envolvimento no esporte a motor.

Mas apesar da Ducati ser uma fabricante muito popular, ainda existem muitas coisas que talvez você ainda não sabe sobre esta empresa. Pensando nisso, listamos aqui alguns fatos curiosos que você provavelmente desconhecia sobre essa joia do motociclismo italiano. Confira!

6. Originalmente, a Ducati não fabricava motocicletas

A Ducati sempre foi uma marca bem estabelecida desde a sua fundação no ano de 1926. No entanto, o que pouca gente sabe é que ela não nasceu com o objetivo de fabricar motocicletas, como é conhecida hoje em dia. Quando a empresa foi criada, ela fabricava condensadores, aspiradores de pó e uma variedade de componentes de rádio. Foi só por volta de 1950 que a empresa veio a investir no mercado de motocicletas.

A Ducati nasceu como uma empresa de família, tendo sido fundada por Cavalieri Ducati, juntamente com seus três filhos: Adriano, Marcello e Bro Cavalieri. Eles começaram o negócio em Bolonha e deram o nome de Societa Scientifica Radio Brevetti Ducati.

5. Boa parte da fábrica da Ducati foi destruída durante a Segunda Guerra Mundial

Nem tudo sempre correu bem na história da Ducati e isso ficou bem claro na época da Segunda Guerra Mundial. Durante este período, a fábrica da empresa italiana se transformou em um alvo constante dos bombardeios aéreos dos Países Aliados. Eventualmente, toda essa campanha de bombardeio acabou sendo bem-sucedida, fazendo com que boa parte da fábrica da Ducati fosse destruída.

No entanto, a empresa se recuperou com méritos e reconstruiu a fábrica de maneira exemplar, fazendo com que todas as suas operações de fabricação logo voltassem ao normal. Na verdade, este acontecimento marcou a mudança na forma como a empresa operava, já que logo depois disso, a Ducati passou a investir na produção do seu primeiro motor, algo bem diferente dos produtos que a Ducati costumava fabricar antes do bombardeio.

4. O primeiro produto da divisão de motocicletas da Ducati foi um motor para bicicletas motorizadas

Como já foi dito, os produtos fabricados pela Ducati mudaram significativamente desde a sua fundação, uma vez que essa empresa italiana não foi originalmente concebida como uma fabricante de motocicletas. O mais curioso é que isso fica bastante explícito até mesmo na primeira investida motorizada da empresa.

O primeiro produto relacionado à divisão de motocicletas da Ducati foi, na verdade, um motor chamado “Cucciolo” que não chegava nem perto dos motores utilizados pelas motocicletas produzidas por esta empresa nos anos posteriores. Na prática, o tal Cucciolo era apenas um pequeno motor que costumava ser vendido em uma caixa para que os compradores pudessem montar em suas próprias casas e prender na estrutura dos pedais das suas bicicletas.

Ou seja, o Cucciolo era mais um brinquedo para os garotos ricos do que necessariamente um produto que um amante de motos compraria. No entanto, o seu sucesso foi muito grande, de modo que pouco tempo depois do seu lançamento a Ducati já tinha vendido mais de 200.000 Cucciolos.

3. As motos da Ducati vendidas no Japão são bem mais silenciosas que as convencionais

Uma das razões pelas quais os fãs da Ducati costumam dar preferência às motos desta marca tem a ver com o desejo de possuir uma moto potente e com um rugido imponente. No entanto, este é um elemento da experiência de condução que está em falta nas motos da Ducati que são vendidas no Japão, já que elas são significativamente mais silenciosas nesse país asiático.

Na prática, isso ocorre porque as motos que são fabricados para o mercado japonês devem ser equipados com um sistema de escape bem diferente dos que equipam as motocicletas produzidas para o resto do mundo. Como no Japão todas as motos são obrigadas a cumprir essas regras e regulamentações, a Ducati teve que realizar tal alteração para entrar no mercado japonês.

2. A montagem das suas motos é feita de maneira totalmente manual

A maioria das empresas fabricantes de motocicletas e automóveis utiliza uma ampla gama de tecnologias e linhas de montagem automatizadas para fabricar os seus produtos. No entanto, este não é o caso da Ducati, uma vez que cada uma das suas motos é cuidadosamente fabricada à mão com trabalhadores altamente qualificados. De fato, esta é uma das razões pelas quais as suas motos são tão caras.

Na linha de montagem da Ducati, sempre tem alguém responsável pelas atividades de cada etapa do processo, sendo que outras pessoas são responsáveis por verificar o resultado final depois que cada etapa é concluída. Portanto, há toda uma documentação relacionada à produção de cada motocicleta que sai da fábrica.

O mais incrível de tudo é que esse processo manual não diminui a velocidade de produção para um ritmo absurdamente lento, já que eles são capazes de produzir uma novo moto a cada 88 minutos, um número que não é nada ruim se tratando de algo tão complexo.

1. O logotipo da Ducati mudou bastante ao longo dos anos

O logotipo da Ducati passou por várias mudanças ao longo dos anos e uma razão para isso é que os produtos fabricados por esta empresa também mudaram de forma significativa durante esse tempo. No início, o logotipo era um simples círculo branco contornado em preto que contava com o nome original da empresa coberto por um relâmpago e dois “S” sobrepostos.

Quando a subdivisão de motocicletas foi fundada, eles começaram a usar o famoso logotipo de duas asas douradas que cobriam uma letra “D” em uma coroa de louros juntamente com as palavras “Ducati Meccanica Bologna”. Isso mudou novamente em 1967, quando o logotipo foi simplificado e a famosa asa decodificadora foi introduzida.

O logotipo atual está em uso desde 2009 e consiste em um escudo vermelho delineado em branco com a palavra Ducati acima de um símbolo que representa uma estrada sinuosa.

E você, já conhecia a história dessa grande empresa da indústria de motocicletas? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: