Curiosidades

Conheça 6 hábitos que podem diminuir a vida útil do seu carro

Conheça 6 hábitos que podem diminuir a vida útil do seu carro

Por mais que isso possa surpreender muitos, a verdade é que o seu carro diz muito sobre a sua personalidade. Sendo assim, com bons hábitos de direção, muitas das despesas do seu carro podem ser minimizadas. Os automóveis de hoje são projetados para durar relativamente mais e com pouca manutenção, mas ainda existe um certo mito de que os carros modernos não precisam de maiores cuidados.

Inspecionar regularmente seus fluidos, verificar os pneus quanto ao desgaste e realizar uma verificação de rotina são coisas simples que você pode fazer para reduzir o custo dos reparos e prolongar a vida útil do seu veículo. De fato, comprar um carro é um grande investimento e, para a maioria de nós, é um bem que desejamos manter em nossa posse por muito tempo.

No entanto, em muitos casos, os nossos maus hábitos costumam tirar o melhor de nós. Pensando nisso, listamos aqui seis coisas que você não deveria fazer com o seu carro. Você vai ver que o maior vilão do seu veículo pode ser você mesmo. Confira!

6. Ignorar as manutenções e reparos regulares

Muitos motoristas costumam ignorar medidas preventivas simples, como troca de óleo e filtro. O problema é que esse tipo de negligência pode potencialmente danificar o motor do veículo, de modo que o resultado de todo esse descaso pode ser um enorme investimento em peças de reposição, ou até resultar em algo pior, como a necessidade de adquirir um novo motor. De fato, a ausência de reparo em pequenos problemas no carro, como uma pastilha de freio desgastada ou um termostato com defeito, pode levar a reparos ainda mais caros.

Idealmente, tarefas simples de manutenção, como alterar o fluido de transmissão ou verificar os níveis de líquido de arrefecimento, são tarefas que os proprietários de automóveis podem executar por conta própria ou contratar um mecânico profissional a um preço acessível. Uma regra prática é agendar a manutenção regular de acordo com a quilometragem estabelecida pelo fabricante do veículo, independentemente se as peças do seu carro apresentam desgastes ou não.

5. Não lubrificar as portas e dobradiças

As portas e dobradiças do seu veículo precisam de lubrificação regular para manter um bom funcionamento. De fato, é importante garantir que tudo seja lubrificado pelo menos uma vez por ano. Se a sua porta costuma chiar toda vez que você a abre, já é um bom indicativo de que é hora de adicionar um pouco de graxa.

Ter dobradiças secas não apenas deixa qualquer pessoa incomodada com todo o chiado, mas também pode causar danos maiores à sua estrutura. Lubrificar regularmente as portas não apenas manterá o carro novinho em folha, mas também evitará custos inesperados de consertos devido a danos extensos.

4. Dirigir com o pneu murcho

Um pneu murcho deve ser reparado o mais rápido possível e, caso apresente algum furo, ele deve ser substituído imediatamente. Caso isso seja ignorado, danos sérios e dispendiosos podem surgir. Além disso, um pneu murcho em altas velocidades pode colocar em risco a vida dos ocupantes do veículo e de outros usuários da estrada, o que já explica por si só a necessidade de um reparo urgente.

Além disso, dirigir com baixa pressão também pode danificar ainda mais os pneus, de modo que, em vez de um simples reparo, você pode acabar precisando de um pneu novo. Por isso, tente criar o hábito de verificar visualmente seus pneus antes de dirigir. Durante uma troca regular de óleo, você também pode pedir ao seu mecânico para verificar se há um desgaste excessivo nos pneus.

3. Ignorar os sinais de aviso do carro

Basta observarmos com atenção para percebermos que existe um grande número de proprietários de veículos que usam seus carros diariamente mesmo com as luzes de aviso piscando à vista. No entanto, é muito importante prestar atenção em todas essas luzes, pois elas foram projetadas para alertá-lo sobre um sério problema relacionado à manutenção do seu veículo.

Por conta disso, recomenda-se ler o manual de proprietário do veículo para entender o que cada luz de aviso significa e que ação você deve executar para cada uma delas. Vale destacar que não importa se o seu veículo aparenta estar “funcionando bem”, uma luz de verificação do motor sempre pode significar uma falha de ignição, que consequentemente pode danificar o conversor catalítico do seu veículo. Sendo assim, ignorar as luzes de aviso de temperatura ou óleo pode resultar na substituição de um motor inteiro em casos mais graves.

2. Não trocar o óleo no período agendado

Todo fabricante de carros tem um certo cronograma de manutenção recomendado que ajuda os proprietários de seus veículos a identificarem quando é a hora exata de trocar o óleo do veículo. Embora cada carro seja diferente e a regra da troca a cada 10 mil quilômetros esteja desatualizada, ignorar o intervalo de troca de óleo definido pelo fabricante pode danificar o motor do veículo.

Em alguns casos, ignorar o intervalo de troca de óleo pode até mesmo anular a sua garantia, pois algumas fabricantes de veículos invalidam a garantia caso você não siga tais recomendações. No fim das contas, o investimento feito na troca de óleo é um preço relativamente baixo a pagar, economizando custos maiores com a substituição de peças complexas do motor.

1. Dirigir com o tanque quase vazio

Comparados aos veículos mais antigos, a maioria dos carros modernos usa uma bomba de combustível elétrica acoplada ao tanque do veículo. Os carros mais antigos usavam carburadores, o que fazia com que os motoristas pudessem dirigir até que todo o tanque estivesse vazio antes de ir para um reabastecimento sem problemas. No entanto, como os atuais motores com injeção de combustível dependem muito da bomba de combustível no tanque, dirigir com o tanque vazio pode causar danos à bomba e aos injetores de combustível.

As modernas bombas de combustível do tanque usam a própria gasolina para lubrificar e resfriar seus componentes. Sendo assim, se você ocasionalmente dirige seu veículo por longas distâncias com a luz que indica o tanque vazio acesa, já deve começar a economizar um bom dinheiro para comprar uma nova bomba. Uma dica prática compartilhada por muitas montadoras é abastecer seu veículo quando ele estiver com um quarto da capacidade total do tanque.

E você, gosta de tomar certos cuidados com o seu veículo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: