Curiosidades, Saúde

Por que a urina fica fedorenta quando comemos aspargos?

Por que a urina fica fedorenta quando comemos aspargos?

Se você é um consumidor regular de aspargos, muito provavelmente já deve ter percebido o estranho efeito que o hábito de comer esse alimento pode desempenhar no aroma do seu xixi. Sem dúvidas, um fenômeno que sempre intrigou os seres humanos desde que os espargos entraram em nossa dieta tem sido o fato de que esse vegetal é capaz de deixar o cheiro da nossa urina muito desagradável!

Canecas para Presente

Curiosamente, muitas pessoas costumam dizer que tal cheiro se assemelha a ovos podres, enquanto outras acham que o odor exalado mais se parece com cheiro de terra. Mas, afinal de contas, por que isso acontece? O que tem nos aspargos que é capaz de deixar a urina tão fedida? Se esse ataque aromático às suas narinas já o intrigou no passado, saiba que até o final deste artigo nós desvendaremos esse mistério fétido!

O que causa esse cheiro estranho?

Se você é uma das pessoas que se deparam com essa esquisitice depois de comer uma boa porção de aspargos, saiba que não é preciso ficar muito preocupado com todo esse odor envolvido. Para entender por que isso acontece, é preciso primeiramente deixar claro que, quando consumimos quaisquer alimentos, eles entram nos nossos corpos como macromoléculas complexas, que consequentemente devem ser decompostas através da digestão para serem utilizadas ​​e gerenciadas ​​pelo organismo.

O processo de digestão começa no momento em que a comida entra na boca e termina quando urinamos ou excretamos, só que entre esses dois pontos, ocorre uma longa sequência de processos metabólicos. Durante o processo de decomposição dos alimentos, moléculas complexas são decompostas em outras mais simples, de modo que novos subprodutos são criados.

No caso do aspargo, esse vegetal contém um composto exclusivo chamado ácido asparagúsico, algo encontrado exclusivamente nesse alimento. Assim, quando nosso corpo decompõe essa substância, ela tende a dar origem a vários compostos voláteis contendo enxofre. Vale destacar que, para que um composto seja considerado “volátil”, ele deve ter um ponto de ebulição baixo o suficiente para existir como gás à temperatura ambiente. É exatamente por isso que, quando o ácido asparagúsico é decomposto, ele produz dissulfeto de dimetilo, sulfeto de dimetilo, sulfóxido de dimetilo e dimetil sulfona.

Embora esses compostos possam não ser as coisas mais fáceis de pronunciar, o fato é que todos eles são compostos voláteis bastante fortes, assim como os compostos mais aromáticos que contêm enxofre, como ovos podres, por exemplo. Dentro de 15 a 20 minutos após comer aspargos, esses metabólitos (substâncias geradas como resultado de processos metabólicos) serão produzidos, de modo que quando você resolve ir ao banheiro para urinar, esses compostos voláteis acabam sendo liberados e o aroma pungente tende a flutuar até o seu nariz.

Por que algumas pessoas não sentem esse cheiro?

Esse fenômeno pode chocá-lo, mas se você resolver arrastar seus amigos para testemunhar o mal cheiro da sua urina, algumas pessoas podem simplesmente olhar para você como se você estivesse louco. De fato, os pesquisadores acreditam que 75% das pessoas não conseguem detectar a curiosa fragrância desses compostos, uma vez que são liberadas pelo organismo.

Pode ser difícil de acreditar, mas é importante lembrar que nossos sentidos geralmente operam dentro de um certo espectro, de modo que duas pessoas podem não observar o mundo da mesma maneira. Para se ter uma ideia, até mesmo a nossa percepção das cores varia, assim como a nossa sensibilidade ao toque e a força da nossa audição em determinadas frequências. Portanto, não é de surpreender o fato de que nosso senso olfativo também conta com uma certa variabilidade.

Estima-se que existem mais de 400 genes ligados ao nosso olfato, o que ajuda a explicar a percepção olfativa distinta de cada pessoa no mundo. De fato, pesquisadores de um estudo realizado pela Universidade de Oxford sobre esse tópico descobriram que variações em um gene específico no cromossomo 1 são os culpados mais prováveis ​​pela incapacidade de algumas pessoas identificarem o cheiro dos metabólitos dos aspargos. Essa disfunção, que por sua vez afeta uma boa parte da população, é chamada de “anosmia específica”.

Acredita-se que a anosmia específica tenha se desenvolvido porque os humanos evoluíram para depender principalmente de seu senso visual de sobrevivência. Ao contrário de outros animais, cujo sentido olfativo é centenas ou até milhares de vezes mais sensível que o nosso, é a visão o sentido mais aguçado do nosso corpo. Só que, se levarmos em conta os vapores nocivos do xixi proveniente de aspargos, a maioria das pessoas deveria agradecer por ter anosmia específica com relação a esse cheiro em particular!

Existem outros alimentos que são capazes de afetar o cheiro da urina?

Muita gente ainda parece desconhecer, mas o fato é que existem vários outros alimentos comuns que podem fazer com que a urina apresente um cheiro um tanto anormal. Quando seu corpo está desidratado, por exemplo, a urina tende a ter uma maior concentração de resíduos e compostos aromáticos. Portanto, quando você bebe quantidades excessivas de álcool ou café, sua urina pode ter um cheiro bastante forte.

Da mesma forma, se você comer alimentos ricos em vitamina B-6, como bananas, frango ou salmão, também poderá perceber um certo odor desagradável quando for ao banheiro urinar. A própria beterraba é um outro exemplo famoso disso, sendo que este vegetal não costuma afetar apenas o cheiro da urina, mas também a sua cor. Por isso, não fique com medo caso a sua urina apresente um tom distinto de vermelho depois de ingerir esse vegetal.

Vegetais crucíferos, como espinafre, couve ou acelga, também produzem vários compostos voláteis quando acabam sendo metabolizados pelo organismo, assim como várias especiarias populares, como coentro e cominho, razão pela qual sua urina pode apresentar um cheiro incomum após uma dose saudável de curry ou comida mexicana.

Também vale destacar que existe uma variedade de cereais populares e encontrados em todo o mundo que são capazes de produzir o mesmo efeito indesejado. Os mais populares são o trigo, a aveia, a cevada e o centeio. Após comer uma tigela à base desses grãos, você poderá perceber facilmente o inconfundível aroma de cereal fermentado no ar logo depois de se aliviar…

Curioso, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: