Curiosidades

Você sabia que alguns parasitas são capazes de controlar a mente dos hospedeiros?

Você sabia que alguns parasitas são capazes de controlar a mente dos hospedeiros?

Micróbios são muito assustadores. Como muitas vezes não podemos vê-los, cheirá-los ou tocá-los, a única maneira de sabermos que eles realmente existem é através de muitos anos de pesquisa. Antonie van Leeuwenhoek, um rico comerciante holandês com um apetite voraz por olhar tudo sob um microscópio, foi a primeira pessoa a descobrir as bactérias no século XVII. Desde a sua descoberta, passaram-se outros 150 anos até que Louis Pasteur popularizasse a ideia de que essas criaturas assustadoras podem causar doenças.

Canecas para Presente

Hoje, nós já podemos descobrir até mesmo algumas artimanhas que esses microrganismos usam para enganar seus hospedeiros em busca da sua sobrevivência. A mais bizarra dessas habilidades é o “controle da mente”, já que alguns parasitas conseguem desenvolver técnicas especializadas para manipular o comportamento de seus hospedeiros. De fato, esse controle mental pode ser tão poderoso que os hospedeiros podem acabar perdendo suas vidas devido às ações de seus senhores microbianos.

Pensando nisso, listamos aqui alguns parasitas que são capazes de controlar a mente de seus hospedeiros. Você vai ver que algumas das espécies mais arrepiantes do planeta são especialistas em conseguir o que querem através de uma tática bem cruel. Confira!

Toxoplasma Gondii

Este parasita protozoário costuma usar os corpos dos gatos para acasalar e botar seus ovos. Desse modo, os ovos saem do cocô do gato esperando para entrar em um hospedeiro intermediário, onde podem eclodir e crescer. Quando todos crescem, os “Toxos” retornam aos gatos, reiniciando o ciclo. Mas a pergunta que fica é: como eles retornam ao gato? Bem, basicamente, controlando a mente do hospedeiro intermediário para que ele se sacrifique e vire a “comida” do gato. Não entendeu? Calma que eu vou explicar!

Os hospedeiros intermediários mais comuns são os roedores, a presa natural dos gatos. Nesse caso, o Toxoplasma Gondii se hospeda no rato e passa a “controlar a sua mente”, fazendo com que o ratinho “esqueça de ter medo de gatos”. De fato, pesquisadores já descobriram que ratos infectados com Toxo realmente não fogem de gatos como seus companheiros peludos não infectados.

Isso tudo fica ainda mais assustador quando passamos a entender que a mesma coisa também pode ocorrer com seres humanos. De fato, boa parte da população sofre de toxoplasmose, tornando-a uma das infecções parasitárias mais comuns entre a nossa espécie. Mas o que mais chama a atenção é que um estudo publicado em 2002 descobriu que pessoas que tinham toxoplasmose também sofriam mais acidentes de carro. É exatamente por isso que os cientistas estão até investigando a conexão entre esses parasitas e a esquizofrenia.

Acredita-se que os Toxos conseguem controlar suas vítimas através da dopamina. Isso porque, na prática, a dopamina é um neurotransmissor, um produto químico que ajuda os neurônios a transmitir informações entre si, especialmente os envolvidos em questões envolvendo o medo, a locomoção e os centros de recompensa do cérebro.

Nematomorfos

Os nematomorfos são parasitas se alimentam de certos insetos de uma forma bem bizarra: basicamente, eles comem o hospedeiro de dentro para fora! Esses vermes finos e parecidos com fios de cabelo costumam assumir o controle de várias funções de seus hospedeiros, transformando-os em suas “casas pessoais”. Os mais assustadores são os parasitas que infectam gafanhotos e grilos.

Canecas para Presente

Os ovos desses parasitas são geralmente depositados no fundo de lagos, onde esperam para serem comidos por uma larva de grilo. Quando a larva cresce, ela se metamorfoseia e deixa suas habitações aquosas. Em terra, o grilo já crescido vive uma vida aparentemente normal, mas por dentro do seu corpo, os parasitas passam a comer os órgãos do pobre hospedeiro.

Os pesquisadores ainda não sabem com exatidão como esses seres alcançam o controle mental dos hospedeiros, mas acreditam que isso tem a ver com o ato de secretar neurotransmissores. Na prática, isso altera a maneira como o sistema nervoso do grilo funciona e, portanto, muda seu comportamento. Outro mecanismo sugerido é a expressão de certas proteínas geostáticas, que são proteínas sensíveis a fatores como gravidade e campos magnéticos.

Cordyceps

Os fungos do gênero Cordyceps, mais especificamente os Ophiocordyceps unilateralis (conhecidos popularmente como “fungos das formigas-zumbis”) tornaram-se verdadeiros mestres de marionetes capazes de controlar todas as ações das suas formigas escravizadas. Na prática, a pobre formiga que é infectada com os esporos do fungo podem começar a exibir sintomas estranhos em um curto espaço de tempo. Geralmente, elas começam a negligenciar seu trabalho e, em vez disso, começam a subir caules.

O mais curioso é que, uma vez lá em cima, elas tendem a ficar penduradas de cabeça para baixo nas folhas. Pouco tempo depois, os Cordyceps surgem no próprio corpo da formiga, estourando seus esporos para infectar outras colônias de formigas. Existe até um vídeo da BBC com o lendário naturalista David Attenborough mostrando como esse fungo grotesco e engenhoso entra em ação.

Como os Cordyceps realizam esse domínio mental ainda permanece um mistério. O que já se sabe é que o fungo começa como uma única célula que depois se divide em outras. Então, essas células se unem para formar uma rede de tubos que se estendem pelo corpo da formiga. Uma explicação para isso seria semelhante a como um mestre de marionetes puxa cordas individuais para mover os seus bonecos. De maneira parecida, o fungo controla os músculos individuais das formigas, mas isso ainda não explica tudo, sendo que mais pesquisas estão sendo feitas continuamente.

Vale destacar que a história do popular jogo de aventura e terror “The Last of Us” gira em torno de um mundo pós-apocalíptico cuja população sofre de uma infecção no cérebro causada por ninguém menos que os fungos Cordyceps. Os fungos Cordyceps também já serviram como os principais causadores de um apocalipse zumbi no livro “The Girl with All the Gifts” e no popular quadrinho “Boyfriend of the Dead”. Ou seja, é interessante pensarmos que a inclusão desses fungos na cultura popular até faz um certo sentido, dado o funcionamento desses parasitas.

Os parasitas apresentados aqui são seres com características realmente assustadoras, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: