Os fãs de cinema e a indústria colocaram no ano de 2022 suas esperanças para o retorno às salas de cinema reacendendo uma das mais populares formas de entretenimento no mundo, que graças à pandemia de COVID-19, estava passando por problemas financeiros, atrasos nos lançamentos, e um cenário de negatividade geral.

A figura dos super heróis, em grande parte originária dos quadrinhos, representa não somente a diversão de um mundo fantástico como a esperança e a possibilidade de momentaneamente ignorar os problemas da vida real. A franquia Batman em especial sempre foi conhecida por mesclar a fantasia do universo dos heróis com temas sérios e debates de psicologia, ética e sociedade – o público não recebia um lançamento original do Homem Morcego desde o Cavaleiro das Trevas Ressurge, em 2012. Por todos esses fatores, o lançamento de Batman em Março deste ano contou com um peso extraordinário por toda a expectativa do público – e ao que tudo indica, o filme superou as expectativas, sua estreia gerou grande movimentação na internet, apreço pela crítica especializada, teorias elaboradas, e até mesmo uma possível indicação ao Oscar.




Batman retorna aos cinemas

Diferentemente dos últimos lançamentos da empresa, o novo The Batman (2022) não faz parte do universo cinematográfico da DC, seu objetivo é começar um novo arco de história para o Batman retrabalhando vilões clássicos, retratando uma nova Gotham, e introduzindo a nova base para futuros lançamentos. Um infográfico da ExpressVPN já circula relembrando todos os personagens que podem aparecer na franquia, e suas características mais marcantes.

Outra característica deste lançamento que chama atenção é a escolha do elenco, temos a direção de Matt Reeves e atuação de Robert Pattinson como Batman, figura que  gerou polêmica por seu papel principal como vampiro na franquia Crepúsculo, Paul Dano como Charada, e Zoë Kravitz como Mulher-Gato – além de uma participação secreta que deverá ser escutada pelos fãs na sala de cinema, preste atenção para cada voz durante o filme e tente adivinhar quem poderá aparecer em sua sequência.

Dano, em especial, ganhou destaque por sua dedicação extrema ao papel de Charada, comentando para a mídia:




“Há uma sequência com o personagem de Peter Sarsgaard [Gil Colson]” Isso foi intenso. Houve algumas noites em que eu provavelmente não dormi tão bem quanto eu gostaria apenas porque foi um pouco difícil sair desse personagem. É preciso muita energia para chegar lá. E então você quase tem que sustentá-lo quando está lá, porque subir e descer é meio difícil.”

Batman pode ser indicado ao Oscar por conquistar o público

A princípio, a reação inicial do público às primeiras exibições do filme receberam um misto entre análises positivas e negativas, mas completada uma semana de sua estreia é visível que o lançamento é um sucesso com o público e com o jornalismo dedicado – com faturamento de mais de R$ 650 milhões, o filme é a segunda maior bilheteria do cinema desde 2017, e já acumula uma série de reviews entusiasmadas com a nova direção escolhida para o herói.

Talvez o aspecto mais surpreendente de seu sucesso seja a atuação de Robert Pattinson, cotado para o Oscar de 2023, e já considerado por muitos fãs como a melhor representação de Bruce Wayne no cinema. A especulação sobre a possível premiação é um importante sinal pois, normalmente, a academia do Oscar evita premiar filmes de super herói que, em geral, são consideradas produções “levianas” para o grau intelectual dos jurados.

Todos esses sinais mostram que Batman (2022) prepara o caminho para futuros lançamentos incríveis na franquia, com atuação e direção dignas do universo Batman, e grande possibilidade de participação nas premiações mais importantes da indústria cinematográfica. Agora só resta a recomendação de ir ao cinema e assistir Batman o mais rápido possível – e ficar de olho na cena secreta pós créditos, que dessa vez inclui um experimento interativo surpreendente. Confira também: Quais são os maiores desertos do mundo?