Oi gente! Hoje eu trouxe para vocês algo que tirará de vocês muitas noites de sono, principalmente se você for um ávido fã de Scooby-Doo. Cuidado, se você sofrer de problemas cardíacos ou for facilmente influenciável, talvez não dela ler este texto… 😉

scooby-doo-episodio-perdido-tricurioso-3




Ok, eu não falo sobre isso já faz um longo tempo. Isso aconteceu comigo quando eu tinha dez ou onze anos. Meu pai tinha comprado para nós uma fita VHS do Scooby-Doo de um episódio que eu não consigo me lembrar totalmente. Tudo que eu me lembro é que contava a história de menina fantasma que estava assombrando toda a cidade. Nossos pais não saiam muito, isto porque meu irmão sempre sofreu de asma e eles eram muito protetores por causa disso, porem em uma noite, eles tinham uma coisa muito importante para fazer, então decidiram chamar uma babá para poderem sair.

Eu me lembro de ter ficado chateado e de dizer que eu já era velho o suficiente para cuidar do meu irmão, mas eles não me ouviram. Deixaram-nos com a vizinha, uma menina chamada Amanda ou algo parecido. Antes de sair, meu pai nos deu a fita, o que nos deixou muito animados, assim com também ficamos quando papai nos deixou usar o Videocassete sozinhos. Depois que eles saíram, todos nós notamos que a fita era meio estranha; a arte da capa de alguma forma parecia ter sido feita mão. Scooby parecia REALMENTE apavorado e a menina fantasma era muito assustadora. Eu me lembro da Amanda ter chamado o meu pai de esquisito por ter comprado uma coisa dessas para nós, mas eu presumo que ele simplesmente tenha pego a primeira fita que viu. Também me lembro que a Amanda não queria assistir a fita, mas depois que eu e meu irmão insistimos por quase uma hora, nós finalmente nos sentamos em frente TV para assistir o programa.

O episódio em si era meio chato; quase não havia piadas e não era tão assustador assim, mas eu me lembro de ter ficado surpreso porque o fantasma da capa não se parecia nada com o do vídeo. Eu realmente não lembro o enredo do episódio, mas eu acho que era o mesmo sempre, e Amanda ficava repetindo a frase “programa idiota” a cada cinco minutos. Perto do final, quando eles capturaram o fantasma e estavam prestes a desmascará-la, algo muito estranho aconteceu. Todos os personagens da gangue do Scooby-Doo pararam de falar e olharam para a câmera com um olhar muito triste e sério. Eles olharam para nós em silêncio por muito tempo; até mesmo a música de fundo tinha parado. A única pessoa que não olhava para nós era a menina fantasma, mas de repente ela levantou a cabeça e olhou para a câmera, com seus horríveis olhos bem abertos.




Por fim, os créditos finais apareceram abruptamente depois disso. Todos nós ficamos olhando para a TV sem dizer uma única palavra, até que a fita finalmente parou. Nós estávamos chocados.  Então o meu irmão olhou para nós e disse “Merda… Eu não posso acreditar que o Salsicha morreu. Isso é tão doentio”. Imediatamente nós dois olhamos para ele, confusos, e a Amanda perguntou do que ele estava falando. Ele insistiu que era muito estúpido matar um personagem e depois trazê-lo de volta vida no próximo episódio, como se nada tivesse acontecido. Ela ficou nervosa e disse que o Salsicha não tinha morrido, mas sim que a menina fantasma desapareceu logo depois que eles a capturaram, e o episódio terminou com a turma toda morrendo de medo. Nada fazia sentido, eu não conseguia entender absolutamente nada, Amanda se apavorou. Ela disse umas dez vezes que aquilo não era engraçado, e em seguida foi embora de nossa casa, muito nervosa e, presumo eu, morrendo de medo assim como nós.

Depois de discutir por pelo menos meia hora, decidimos colocar a fita e assisti-la novamente. Nós acendemos todas as luzes e voltamos a assistir. Só que o mais estranho é que, quando chegamos parte quando eles capturam a menina, o episódio termina de repente. Nada acontece. Eles capturam a menina e não há desmascaramento, nem morte e nem olhares para a câmera. Ela só termina ali. Paramos a fita e corremos para o quarto. Meu irmão teve um grave ataque de asma, e eu fiquei ao lado da cama dele, chorando e rezando para que ele não morresse. Após isso nós adormecemos. Na manhã seguinte, meu irmão começou a agir como se nada tivesse acontecido. Depois de insistir por cerca de dois dias, ele me disse que nunca mais queria falar sobre isso novamente, e foi isso. Caramba, eu acho que nunca contei e nem comentei isso pra ninguém antes. É bom finalmente compartilhar essa história.

Desejo a você bons pesadelos…