Mistérios

A grande fuga de Alcatraz

Alcatraz foi uma prisão federal que ficava localizada na ilha de Alcatraz, em São Francisco nos Estados Unidos. Esta era conhecida na época por ser a prisão mais segura do mundo e era para lá que eram enviados criminosos considerados irrecuperáveis para a sociedade. Quer saber mais, mas tem preguiça de ler? Então vá até o final da postagem que há um vídeo explicando tudo!

Inúmeras figuras famosas do crime pagaram suas penas por lá, incluindo o grande mafioso Al Capone. Porém, sua fama entrou em declínio em 1961 quando os irmãos Anglin, Frank Morris e Allen West começaram a cavar as paredes de suas celas com colheres. Para esconder seu grande plano de fuga, os prisioneiros fizeram grades falsas de papel para cobrir os buracos. Estas aberturas dariam acesso a dutos de ventilação que iam em direção ao telhado.

grande-fuga-alcatraz-eutesalvo-tricurioso-1

Mas houve um empecilho, havia uma grande barra de proteção que obstruía o caminho. Para vencer este problema, os detentos roubaram um ventilador da sala de música e criaram uma furadeira para cortar a tal barra de proteção. Todo o plano levou sete meses para ser estruturado e executado, até que na noite do dia 11 de julho de 1962 John e Clarence Anglin juntos com Frank Morris finalmente fugiram, porém sem Allen West que desistiu no último momento e nunca saiu de sua cela. Em poucos minutos os fugitivos chegaram ao telhado da prisão sem problemas, por mais que houvessem diversos vigilantes armados com fuzis em seis torres, ninguém percebeu o suspeito movimento. O plano prosseguiu levando os prisioneiros pela tubulação de água externa, então eles pularam uma cerca de arame farpado e chegaram até o mar, onde fugiram com botes e coletes feitos com capas de chuva.

Nesta etapa, uma informação privilegiada que receberam foi fundamental para que eles conseguissem escapar no exato momento em que o mar se acalmou, os levando em segurança até o outro lado. Para disfarçar suas ausências nas celas, eles construíram rostos com páginas de revistas e colocaram nas camas, parecendo que ali ainda estavam dormindo. Os policiais só perceberam que houve uma fuga no dia seguinte quando fizeram a recontagem dos prisioneiros, depois deste fato a fama de Alcatraz terminou, não era ela a mais segura das prisões, portanto não valia a pena mais tanto investimento. Por mês eram gastos cerca de 10 milhões de dólares, contabilizando muito mais que o dobro do que custava uma prisão de segurança média, então em 1963 ela finalmente foi fechada. Caso tenha se interessado por esse incrível lugar, em 1973 ela foi aberta para visitação, recebendo milhares de turistas todos os dias até hoje. Quem vai até Alcatraz pode ver as cabeças feitas de folhas de revistas pelos fugitivos.

grande-fuga-alcatraz-eutesalvo-tricurioso-3

E quanto a eles, o que aconteceu? São buscados até hoje pela polícia, que nunca teve provas definitivas de seus paradeiros. Os sinais mais relevantes de que eles ainda estão vivos são buquês de flores que a mãe dos irmãos Anglin recebia todos os anos em seu aniversário sem nenhum cartão de remetente, dizem também que em 1973, quando ela faleceu, os irmãos estavam presentes em seu funeral vestidos de mulher, porém não foram pegos. A família dos irmãos Anglin acredita que ambos tenham vindo para o Brasil logo após a fuga e tem passado suas vidas por aqui, hoje John Aglin teria 82 anos, seu irmão Clarence 81 e Frank Morris, 85. Eles não eram considerados muito perigosos ou más pessoas, segundo dados estes fugitivos jamais feriram alguém, seus únicos crimes foram assaltos a bancos.

Este é mais um mistério que fica no ar, isto porque nunca saberemos exatamente o que houve com estes criminosos que com certeza fizeram história. Gostou? Então não esqueça de deixar seu comentário e de inscrever-se no Canal EuTeSalvo! 😀

Você também pode gostar de