Mistérios

Conheça a História de Zona, a fantasma que denunciou seu cruel assassino

Zona Elva Shue era casada com Erasmus Shue, conhecido na cidade de Greenbier, West Virginia, como Edward, o ferreiro. Certo dia, Edward pediu que o filho de um vizinho fosse até sua casa perguntar a Zona se ela queria algo do mercado. Quando o pobre menino chegou a casa teve um choque, a esposa de Edward estava morta ao pé da escada com as pernas esticadas, um braço estendido ao longo do corpo e o outro sobre o peito, sua cabeça estava levemente inclinada. Ao perceber o que estava acontecendo, o menino correu para sua mãe que chamou George Kapp, médico local. Uma hora depois o médico finalmente chegou e encontrou Edward dando os toques finais em sua finada esposa que estava perfeitamente vestida para seu funeral, ela usava um vestido de gola alta e firme e seu rosto estava coberto com véu. Seu marido ficou o tempo todo ao seu lado chorando profundamente enquanto o médico tentava identificar a causa da morte, ao se aproximar do pescoço e da cabeça de Zona, Edward ficou agitado e muito nervoso.

George acreditou que o ferreiro estava apenas profundamente triste e, para não ofende-lo, decidiu terminar as investigações alegando que ela havia falecido após um desmaio. No dia seguinte a mulher foi enterrada, suas vestes se mantiveram as mesmas, mas agora Edward havia colocado nela um grande lenço que lhe cobria a cabeça e o pescoço, também colocou uma almofada para erguer a cabeça de sua esposa. O ferreiro passou o tempo todo colado no caixão e não deixava ninguém se aproximar, muitos acreditavam que este estranho comportamento estava acontecendo devido a dor do luto, porém sua sogra não estava convencida disto. Após todo o ocorrido, a mãe de Zona começou a rezar diariamente para que sua filha voltasse e lhe contasse a grande verdade por trás de sua morte. Segundo Mary Jane Heaster, mãe de Zona, sua filha apareceu em um sonho e lhe contou que Edward era um marido extremamente violento e abusivo, por isso naquela noite ele havia perdido o controle e quebrado seu pescoço em um ataque de fúria.

Desesperada e ansiando por justiça, Mary Jane convenceu o promotor da cidade a realizar uma autópsia completa no corpo que revelou que haviam marcas de dedos em seu pescoço, demonstrando que Zona havia sido estrangulada, suas vértebras 1 e 2 também estavam deslocadas, sua traqueia esmagada e haviam diversos ligamentos rompidos. Todos na cidade sabiam que Edward desejava casar-se 7 vezes ao longo da vida, 3 delas já haviam acontecido. A primeira esposa depôs contra ele, contando que o mesmo era extremamente violento, já sua segunda esposa faleceu 8 meses após o casamento através de uma causa desconhecida. Mary Jane também depôs e, mesmo sofrendo diversos ataques do advogado, ela se manteve firme e convenceu a todos que sua filha havia sido brutalmente assassinada. Edward foi julgado por assassinato, sendo condenado à prisão perpétua.

 

Você também pode gostar de