Curiosidades

Como surgiu a Hellmann’s? Conheça sua história!

Hoje, meus amigos, se inicia um quadro muito bacana neste belo blog. Com certa frequência – ainda não decidi qual – trarei para vocês a história de produtos marcantes que estão em presença constante em nossas vidas. Aquele produto que sua mãe tem sempre na geladeira ou no armário, que conquista os corações das donas e donos de casa desde seu início.

E para começar, por que não falar da ‘verdeira maionese’?

Mas primeiro, é bom esclarecer quem foi o primeiro a inventar tal produto. Existem inúmeras versões sobre sua origem, porém a mais conhecida conta que o chef francês Duke de Richelieu a criou em 1756. A história conta que ele estava trabalhando na criação de um molho de creme e ovos, porém quando descobriu que não tinha mais creme em sua cozinha, resolveu substituir o ingrediente por azeite e assim nasceu a primeira maionese.

Porém, viemos aqui falar sobre a Hellmann’s, não? Richard Hellman era um alemão que migrou para os Estados Unidos e começou a criar sua própria maionese em 1905. Foi em Nova York que ele conheceu Margaret, sua futura esposa que era filha dos donos de um primeiro mercado. Foi lá que ele iniciou sua paixão pelo condimento que hoje é tão amado por todos. Após casados, Richard e Margaret abriram na Avenida Columbus, 490 sua delicatessen onde vendiam diversos produtos e, ao terminar o dia, faziam experimentos para melhorar ainda mais sua maionese.

Até que finalmente chegaram a uma receita que agradou a todos os paladares. Diariamente, Richard e sua esposa preparavam dezenas de barquinhos de madeira com maionese e vendiam para toda a vizinhança. Com o tempo, a demanda acabou aumentando muito, o que faz com que Richard parasse de vender sua maionese mágica em barcos de madeira para utilizar potes de vidro.

Mesmo com o sucesso, ele e sua esposa nunca pararam de aperfeiçoar sua fórmula, em 1913 a maionese vendida em vidro virou sinônimo de qualidade. Porém, existiam duas receitas sendo vendidas e isso acaba causando certa confusão. Para acabar com o problema, os Hellmanns patentearam o que seria sua assinatura há um século: um laço azul. A demanda foi tamanha que caminhões de entrega foram necessários para atende-la. Além disso, a delicatessen mudou para um ponto maior na Rua Lawrence.

Enquanto sua marca crescia muito na Costa Leste dos EUA, no Oeste era a Best Food’s quem dominava. A competição por território perdurou até que Richard Hellman a comprou em 1932, assim consolidando seu império até chegar não só até as mesas brasileiras como em diversas outras ao redor do mundo. Sensacional, não acha? Comente!

Participe! Deixe seu comentário...

Hospedagem de Sites e Blogs

Você também pode gostar de