Curiosidades

Como funciona a escada rolante?

Quando eu era pequeno uma das coisas que eu mais gostava de fazer era ir no shopping… Para ir em lojas de brinquedos? Negativo, eu gostava mesmo de subir e descer várias vezes na escada rolante… Eu sei, eu era estranho, talvez seja ainda, mas isso não vem ao caso. Eu sempre me perguntava como a escada rolante funcionava, chegava até a imaginar que era mágica, porém, para minha infelicidade, não é. Quer saber como ela se move? Vem descobrir comigo, espero que gostem 😀

A escada rolante na verdade é uma corrente rolante com alguns degraus presos que se movem em um contínuo movimento circular. Quando acionados por um motor elétrico, os degraus percorrem o caminho que vai do início ao fim da escada, após isso, ela faz o mesmo caminho, só que agora inverso e por baixo da escada, onde não podemos vê-los. A primeira escada rolante foi criada em 1895 por Jesse Reno, o objetivo inicial não era trasportar pessoas, mas sim para brincar de subir e descer. Viu, eu tava certo a minha infância inteira e não sabia. Vale lembrar que ela tinha cerca de 2 metros e as pessoas andavam nela sentadas, como em uma bicicleta.

Resultado de imagem para escada rolante

Já em 1901, o inventor Charles Seeberger exibiu na Feira Internacional de Paris um mecanismo aperfeiçoado, mais parecido com o que conhecemos hoje em dia. O termo “escada rolante” teria sido criada por Seeberger. Dito isso, bora conhecer como essa belezinha funciona? Então vamos nessa:

Impulso inicial: Após acionado, um motor elétrico faz as engrenagens girarem, movimentando deste modo todo o conjunto da escada rolante. Vale lembrar que o equipamento vem com freio, para quando for preciso desligar o equipamento.

Dupla dinâmica: O sistema possui duas engrenagens, uma na parte de cima e outra na parte de baixo. A de cima é acionada diretamente pelo motor enquanto a de baixo apenas acompanha a primeira e ajuda a movimentar toda a escada.

Resultado de imagem para escada rolante

Mãozinha para o corrimão: Esta parte também é acionada pelo motor elétrico. O conjunto propulsor do corrimão é que se encarrega de fazer girar o longo apoio de borracha.

Puxa-puxa: Seu funcionamento é promovido pelo movimento das engrenagens, sendo este efetivado via corrente de acionamento principal que por sua vez impulsiona através de um movimento semelhante ao de puxar os degraus, vale lembrar que tal ação ocorre em uma velocidade constante.

Degrau sob medida: A dimensão dos degraus é calculada de modo que com o movimento de subida da escada eles fiquem dispostos sempre na mesma posição. Os degraus são compostos por um conjunto de dois pares de pequenas rodas, sendo que o primeiro fica fixado na corrente de acionamento e o segundo movimenta-se no trilho guia.

Apoio importante: O corrimão, que inclusive é feito de borracha, serve apenas para dar apoio aos passageiros. Mesmo não estando ligado ao degraus, ele acaba se movendo na mesma velocidade deles.

Resultado de imagem para escada rolante

Cortina metálica: Chamada treliça, uma estrutura metálica suporta todo o peso da escada rolante. Normalmente é fechada nos lados, escondendo os mecanismos internos.

Ponto de equilíbrio: Um trilho guia fixo instalado no sistema serve para equilibrar os degraus e mantê-los sempre na posição correta. A distância em que o trilho fica da corrente de acionamento é calculada para que os degraus permaneçam na horizontal.

O que achou? Comente logo abaixo 😀

Participe! Deixe seu comentário...

Hospedagem de Sites e Blogs

Você também pode gostar de