Curiosidades

Mina Mir, o buraco gigante que já sugou helicópteros

Mina Mir, o buraco gigante que já sugou helicópteros

No meio do deserto siberiano, existe uma cidade conhecida como Mirny, que é basicamente o único sinal de vida humana em uma paisagem densamente arborizada por quilômetros. Essa cidade poderia ser considerada uma comunidade como qualquer outra, exceto por um pequeno detalhe. Há um buraco gigante no meio da cidade, com mais de 500 metros de profundidade e mais de 1200 metros de diâmetro, que produz uma quantidade antinatural e misteriosa de diamantes, além de sugar qualquer coisa que ouse voar por cima dele.

Em 1955, a União Soviética ainda estava se reconstruindo após a Segunda Guerra Mundial. Uma enorme equipe de geólogos soviéticos estava vasculhando o país desde o fim da guerra na esperança de encontrar vestígios de produtos químicos no solo que sugerissem a presença de diamantes. Finalmente, eles encontraram vestígios dos cristais em 1957 e Stalin prontamente ordenou a construção da Mina Mir. Se o espaço e a mão de obra permitissem, esta seria a maior e mais bem sucedida mina de diamantes que o mundo já havia visto.

No entanto, o processo de construção apresentou alguns problemas. A temperatura média na região durante o inverno é de 40 graus abaixo de zero. Para você ter uma ideia, esse frio era suficiente para congelar os pneus e o óleo dos carros. No entanto, os soviéticos perseveraram. Usando motores a jato para descongelar o solo, os engenheiros conseguiram abrir caminho e escavar a mina.

Ao longo da década de 1960, a Mina Mir produziu cerca de 10.000.000 quilates de diamantes por ano. Como o sucesso da mina cresceu, os distribuidores de diamantes em todo o mundo ficaram desconfiados, pois o número de diamantes que ela supostamente estava produzindo parecia bom demais para ser verdade. A De Beers, maior distribuidora mundial de diamantes, queria respostas sobre as taxas de produção da mina e em 1970 a empresa finalmente conseguiu enviar representantes para ver a produção de perto. Mas no momento em que os representantes conseguiram acesso à mina, eles só tiveram 20 minutos para visitar as instalações, tempo insuficiente para obter informações mais relevantes. Isso fez com que a superprodução de diamantes permanecesse um mistério.

A Mina Mir encerrou suas atividades em 2001. Supostamente, os funcionários da mina afirmaram que houve uma inundação e que eles já tinham escavado o buraco mais do que deveriam. Curiosamente, o espaço aéreo acima da mina é fehcado, já que a sua profundidade pode sugar helicópteros para dentro dela. Quando o ar frio da superfície encontra o ar aquecido que vem das entranhas da mina, ele cria um vórtice poderoso o suficiente para sugar helicópteros e pequenas aeronaves até as suas profundezas. Vários incidentes desse tipo já foram relatados.

Sem atividades regulares nos dias atuais, a Mina Mir continua sendo um vórtice misterioso e um enorme buraco que já foi responsável por grande parte da extração de diamantes no mundo.

Curioso, não é mesmo? Deixe o seu comentário!

Leia Também: