Curiosidades

14 fatos curiosos sobre a hipnose

14 fatos curiosos sobre a hipnose

A hipnose é um estado de transe caracterizado por uma sensação de extrema sugestionabilidade e imaginação intensificada. Ela sempre foi retratada em vários filmes, séries, jogos e até histórias em quadrinhos, mas as suas características são sempre distorcidas. Infelizmente, isso significa que as pessoas muitas vezes têm uma compreensão errada o seu real sentido, já que a cultura popular costuma se basear simplesmente no entretenimento e não no aprendizado dos fatos. Pensando nisso, listei algumas curiosidades que vão expandir o seu conhecimento sobre esse assunto.

1. O termo hipnose vem da palavra grega antiga hipnos, que significa “sono”.

2. Uma das induções mais comuns é fazer com que uma pessoa imagine que está descendo lentamente uma escada com formato de concha de caracol.

3. Franz Mesmer, médico alemão falecido em 1815, é considerado o “pai do hipnotismo moderno”.

4. Avicena (980-1027) foi um médico persa que se tornou uma das primeiras pessoas a descrever o hipnotismo. Ele acreditava que uma personalidade forte poderia influenciar os outros através da hipnose.

5. Um tipo específico de hipnose chamado hipnoanalgesia que pode ajudar a administrar várias formas de dor em procedimentos médicos, como por exemplo no trabalho de parto.

6. Foi só em 1847 que a Igreja Católica finalmente admitiu que o hipnotismo não era “coisa do diabo”. Os líderes religiosos declararam que a prática era permitida, desde que não levasse à “depravação”.

7. Embora muito mostrado em filmes, não é possível ficar preso em um transe hipnótico.

8. Nós experimentamos a hipnose todos os dias, como quando sonhamos acordados, pensamos profundamente ou quando estamos assistimos televisão.

9. A hipnose de palco, aquela usada por mágicos e artistas de rua, é na verdade um truque que tem o único objetivo de entreter, por isso não é considerado uma hipnose “real”.

10. Algumas pessoas têm uma maior sugestionabilidade hipnótica ou suscetibilidade à hipnose do que outras.

11. Embora os efeitos colaterais do estado de transe sejam raros, eles podem incluir ansiedade, cansaço, dor de cabeça e a criação de falsas memórias.

12. Nos filmes de Hollywood, os hipnotizadores costumavam usar pêndulos ou relógios de bolso para induzir as pessoas. Hoje, no entanto, a maioria das induções é feita verbalmente e não por meios visuais.

13. Como a hipnose ajuda o cérebro a mudar a percepção das informações, ela pode ajudar os pacientes a superar medos, fobias e até vícios.

14. Hipnoterapia e hipnose não são necessariamente a mesma coisa. A hipnoterapia tem o objetivo específico de ajudar o paciente a superar um problema psicológico.

Interessante, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: