Curiosidades

É possível prevenir a alergia ao amendoim?

A alergia ao amendoim está entre os tipos de alergias mais comuns no mundo, sendo também mais difícil de ser superada do que as alergias ao leite e ao ovo. Só que nos últimos anos, essa alergia parece estar afetando mais indivíduos do que antes. Isso foi observado em um estudo do Instituto de Alergia Alimentar de Jaffe, no Hospital Mount Sinai, em Nova York. Pesquisas confirmaram que essa prevalência crescente é muito real, pois os resultados mostraram que as alergias ao amendoim simplesmente triplicaram, pois costumavam afetar 1 a cada 250 crianças em 1997 e em 2008 passou a atingir 1 a cada 70 crianças. Mas seria possível evitar o desenvolvimento de uma alergia desse tipo?

Uma teoria, conhecida como a “hipótese da higiene”, sugere que as alergias em crianças são geralmente desencadeadas pela limpeza excessiva. O aumento do uso de antibióticos juntamente com a redução do tempo gasto pelas crianças com brincadeiras ao ar livre, podem fazer com que o sistema imunológico fique superprotegido e basicamente comece a atacar aquilo que não deveria. Embora a conexão específica ainda não tenha sido estabelecida, pesquisadores sugerem a alergia ao amendoim possa ser evitada com o uso de uma técnica que use os princípios da hipótese da higiene.

Na prática, isso significa que os pais podem ajudar seus filhos a criar tolerância ao amendoim. Várias organizações e institutos nacionais de saúde dos Estados Unidos incentivam a introdução precoce de alimentos contendo amendoim em crianças com idade entre quatro e seis meses, pois alguns estudos mostraram que essa tática poderia ajudar a reduzir o risco do desenvolvimento da alergia, embora os resultados da resistência a longo prazo ainda não estejam claros. Basicamente, seria uma forma de fazer a criança “se acostumar” com o alimento no início da sua vida, desde que ela não apresente reações adversas já nessa fase.

As reações típicas da alergia ao amendoim envolvem inchaço, alterações na pele, náuseas, coceiras e outros sinais de desconforto. A reação mais perigosa, conhecida como anafilaxia, pode até mesmo causar a constrição das vias aéreas nos pulmões, de modo que a pessoa afetada fica incapaz de respirar e pode até morrer caso não recebe a atenção médica imediata. Por isso, caso você sofra com qualquer tipo de alergia, não hesite em conversar com o seu médico sobre um possível tratamento.

Gostou? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Você também pode gostar de