Curiosidades, História

A história da maior arma já construída

Nos anos 1930, Adolf Hitler buscava uma forma de conseguir perfurar uma série de obstáculos maciços construídos pela França, chamados de “Linha Maginot” Essas fortificações eram algumas das mais fortes na época, pois contavam com esconderijos subterrâneos, barricadas e torres retráteis de última geração. Como a Alemanha Nazista não tinha nada em seu arsenal que fosse capaz de penetrar essa defesa formidável, Hitler procurou a fabricante de munições Krupp para a fabricação do que entraria para a história como a maior arma já fabricada pelo homem.

O engenheiro da Krupp, Erich Müller, calculou que, para perfurar sete metros de concreto armado ou um metro de blindagem de aço, seria necessário o uso de uma arma com dimensões enormes. A arma deveria ter um diâmetro interno de mais de 80 cm e contar om mais de 30 metros de comprimento para disparar projéteis de 7 toneladas. A arma em si pesaria mais de 1.300 toneladas e teria que ser deslocada com o auxílio de linhas férreas. Com a aprovação de Hitler, a construção da enorme arma começou em 1937.

Em pouco mais de dois anos, a arma ficou pronta. Alfried Krupp, proprietário da empresa fabricante, levou Hitler pessoalmente a um campo de testes para assistir ao primeiro disparo feito pela arma. Alfried Krupp resolveu dar o nome “Schwerer Gustav” à arma, em homenagem ao seu pai, Gustav Krupp. A arma Schwerer Gustav era tão grande e tão pesada que ela não podia ser movida como um todo. Em vez disso, a arma foi dividida em vários pedaços e transportada em 25 vagões de carga até o seu local de implantação, onde foi montada no local. Essa tarefa exigiu o trabalho de 250 homens e levou quase três dias para ser totalmente concluída.

Mas apesar de todo o tempo e dinheiro gastos na sua construção, ela foi pouco utilizada nos campos de batalha. De fato, ela nunca chegou a ser usada contra os franceses, que era exatamente a razão pela qual ela foi originalmente desenvolvida. Isso aconteceu porque a Alemanha já havia invadido a França em 1940 (antes que Gustav estivesse pronta) através de um contorno nos arredores da Linha Maginot.

Em termos de calibre, a Schwerer Gustav até chegou a ser superada por outras armas produzidas na Segunda Guerra Mundial. No entanto, só Gustav viu a ação nos campos de batalha. Até hoje ela continua sendo a maior arma já lançada na guerra, um recorde que deve durar por toda a eternidade, já que mísseis modernos e sistemas de bombardeio de precisão tornaram inútil a necessidade da fabricação de armas enormes como Gustav.

Curioso, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Você também pode gostar de