Curiosidades

Quem inventou o chinelo de dedo?

Não existe nada mais gostoso do que chegar em casa e tirar os calçados quentes, assim os substituindo por um delicioso chinelo de dedo. Porém, você já parou para pensar na origem dessas belezinhas?

Tudo começou no antigo Egito, isso lá por 4000 a.C. Nesta época o mesmo era feito a partir de papiro, porém também utilizavam diversos outros tipos de materiais, o que importava era estar com os pés protegidos. O chinelo mais antigo existente está em exibição no Museu Britânico e, segundo os especialistas, ele foi feito em 1500 a.C.! Os egípcios gostavam muito de utilizar além do papiro, folhas de palmeira para a construção de seus chinelos. Após, o povo Masai também aderiu a cultura de utilizar chinelos e os fazia utilizando couro cru. Já na Índia, era comum ver chinelos feitos de madeira enquanto na China e no Japão o material de preferência era a palha de arroz. Como bem sabemos, hoje os materiais são diversos, é utilizado couro, borracha e outros materiais têxteis ou sintéticos que resistem mais ao uso.

Falando de um tempo mais próximo ao nosso, os chinelos ganharam sua maior popularidade após a Segunda Guerra Mundial quando conquistou os corações dos Estadunidenses. Isso graças aos zōri que os soldados americanos recebiam para utilizar e levaram para suas casas após o fim da guerra. A partir daquele modelo, diferentes fábricas decidiram projetar chinelos que tivessem cores e padrões diferenciados, porém que mantivessem o conforto. Inclusive, foi uma peça tendência na Califórnia nos anos 60 para quem gostava de se vestir de forma mais casual.

Mas e o Brasil? Quando entra nesta história?

Também na década de 60 os chinelos se popularizaram no Brasil e aqui entra uma batalha de titãs. Segundo a Havaianas em seu site oficial, foram eles os criadores do chinelo de borracha. Isto porque em 1966 foi registrada uma patente que dizia: “palmilha com forquilha ordenada por duas gregas, de direções paralelas, cada uma formada por pequenos frisos em linha quebrada, entrelaçados.”

Já o blog da Grendene conta que nos anos 70 Pedro Grendene Bartelle percebeu que pescadores da Riviera Francesa utilizavam sandálias com tiras, assim tendo a ideia de criar um calçado de plástico injetado. Após, a chamada Melissa Aranha teria conquistado os corações dos brasileiros através dos pés da atriz Sônia Braga em Dancin’ Days. Hoje temos o chinelo como artigo de necessidade, todos nós temos pelo menos um modelo em nossos guarda-roupas e quando ele decide arrebentar, o desespero é grande até irmos comprar um novo. Muitos até recorrem ao famoso prego de sobrevivência, não é mesmo? Hehe.

Interessante, não é mesmo? Comente!

Você também pode gostar de