Curiosidades

A curiosa árvore que ‘sangra’ quando é cortada

A curiosa árvore que ‘sangra’ quando é cortada

A Pterocarpus angolensis é uma espécie de árvore nativa do sul da África, que também é conhecida na região por vários nomes bastante curiosos como Kiaat, Mukwa e Muninga. No entanto, essa árvore é mais popularmente chamada de “bloodwood” (“madeira que sangra” em português), já que ela ficou famosa pela seiva de cor vermelho escuro que se acumula no seu interior.

Quando o tronco da bloodwood é cortado ou algum dos seus galhos sofre algum dano, a árvore imediatamente começa a expelir um líquido vermelho escuro, como se fosse o sangue proveniente de um membro cortado de um animal. De fato, essa seiva pegajosa serve para selar a ferida da árvore, consequentemente promovendo a sua cura, caso o dano não seja irreparável.

Culturalmente, a seiva vermelha é usada em alguns lugares como um corante. Povos de outras áreas também costumam misturá-la com gordura animal para produzir um cosmético natural para a pele. Algumas pessoas também acreditam que a seiva tenha propriedades mágicas para a cura de problemas relativos ao sangue, aparentemente devido à sua estreita semelhança com esse tecido líquido. Tribos indígenas a usam para tratar muitas condições médicas, tais como micose, dores lancinantes, problemas oculares, malária, febre da água negra, problemas estomacais e até mesmo para aumentar a oferta de leite materno, mas nenhum desses benefícios chegou a ser cientificamente comprovado.

Vale destacar que não é apenas a seiva avermelhada da bloodwood que costuma ser aproveitada pelos humanos. A sua madeira é comumente usada na produção de móveis de alta qualidade, já que pode ser facilmente esculpida, polida, colada e parafusada. Além disso, ela encolhe muito pouco quando seca, de modo que, juntamente com a sua alta durabilidade, a torna altamente adequada para a construção de barcos, canoas e até mesmo pisos de casas.

Devido ao seu grande valor para os povos indígenas de regiões como a África Central e do Sul, estas árvores estão sendo colhidas a uma taxa insustentável, levando ao seu declínio nas últimas décadas. A bloodwood pode crescer até 18 metros de altura, tem flores amarelas e serve como abrigo temporário para algumas espécies de animais sua região nativa.

Árvore muito interessante, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: