Curiosidades

Por que os carros deixaram de ser ‘quadrados’ ao longo do tempo?

Por que os carros deixaram de ser ‘quadrados’ ao longo do tempo?

Se você olhar atentamente para as fotos que mostram as ruas dos anos 70 ou início dos anos 80, logo perceberá algumas diferenças marcantes com relação ao mundo atual, como as roupas das pessoas e as estruturas de alguns prédios. No entanto, o que provavelmente mais se destaca em meio a isso tudo são os carros antigos, que apresentavam um visual bem “quadrado”, algo diferente do visual curvo e arredondado adotado por praticamente todos os carros no mercado atual. Mas afinal, por que os veículos deixaram de ser quadrados ao longo do tempo?

Basicamente, essa mudança ocorreu em grande parte por conta de três fatores inter-relacionados: a adoção das tendências do estilo europeu, a busca por uma maior economia de combustível e a inclusão de novas tecnologias que permitiram aos fabricantes projetar e criar formas curvas com mais facilidade. Tudo começou na Europa, onde o combustível sempre foi mais caro com relação a outras partes do mundo. Os designers europeus (especialmente na Alemanha) já exploravam projetos aerodinâmicos mais econômicos desde as décadas de 60 e 70, sendo que nessa época, as fabricantes de automóveis de luxo, como a Porsche, a BMW, a Audi e a Mercedes-Benz, foram as pioneiras a fabricar os veículos com uma estrutura curva.

De fato, a razão principal pela qual a estrutura curva se proliferou tão rapidamente entre as marcas citadas e ainda está presente nos dias atuais é a física proporcionada, que por sua vez resulta na economia de combustível e em um melhor desempenho. Os exteriores curvos e os pára-brisas mais íngremes contribuem para uma menor resistência ao vento, fazendo com que o ar possa fluir mais facilmente sobre eles. Em outras palavras, isso significa que menos combustível precisa ser gasto para mover o carro. Além disso, vale destacar que, apesar de ser comum hoje em dia, esse design era altamente futurista para a época, o que logo fez com que as montadoras americanas (especialmente a Ford) passassem a copiar o modelo dos europeus.

Outra razão importante por trás da popularização do design curvo é que alguns desenvolvimentos tecnológicos importantes tornaram esses projetos mais fáceis de serem desenvolvidos exatamente nessa época. Na prática, essas novas tecnologias (como túneis de vento e cálculos aerodinâmicos) permitiram que os fabricantes de automóveis pudessem tornar os seus carros mais curvos com uma praticidade nunca vista antes.

Como resultado de todos esses fatores, os carros aredondados passaram a ser algo extremamente comum desde a mudança inicial nos anos 90, de modo que é raro encontrar algum modelo recente que adote o antigo “visual quadradão”.

Interessante, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: