Curiosidades, Entretenimento

12 curiosidades interessantes sobre Tintin

Se você gosta de literatura juvenil ou era um telespectador assíduo da TV Cultura nos anos 90 e início dos anos 2000, é bem provável que já esteja familiarizado com as aventuras de Tintin, um jovem repórter belga que viaja pelo mundo buscando solucionar casos envoltos de muito mistério. Originalmente, esse personagem foi criado para estrelar uma série de livros em quadrinhos que rendeu 23 edições. Criado pelo escritor e cartunista Hergé, Tintin sempre foi muito famoso nos países europeus, mas graças ao seu filme lançado em 2011, a sua popularidade se espalhou para todos os cantos do mundo. Conheça a seguir 12 fatos curiosos sobre as suas aventuras.

1. O primeiro volume das aventuras de Tintin foi publicado inicialmente ente 1929 e 1930. Nos quadrinhos, Tintin foi enviado para a União Soviética com o seu cão Milu, onde foi perseguido pela polícia secreta enquanto investigava o governo de Joseph Stalin.

2. Mais de 230 milhões de cópias dos livros de Tintin foram vendidas. As aventuras do personagem foram traduzidas para mais de 70 idiomas.

3. O rosto de Tintin não foi inspirado em nenhuma pessoa em especial. De fato, a face do personagem é composta por alguns recursos muito simples, deixando-o quase inexpressivo e neutro, o que segundo Hergé seria o ideal para captar todas as emoções sentidas pelos leitores.

4. “A Estrela Misteriosa”, décimo livro da série e lançado em 1941, foi o primeiro a ser originalmente publicado colorido.

5. Tintin é considerado por muitos um “personagem a frente do seu tempo”. A prova disso pode estar no fato de que ele explorou a lua no seu livro lançado em 1954, cerca de 15 anos antes de Neil Armstrong pousar em solo lunar.

6. “Tintin no Congo” foi provavelmente o livro mais controverso da série. Muitas décadas depois do seu primeiro lançamento, em 1931, a obra recebeu várias críticas por conta do seu suposto conteúdo racista, já que o livro retratou os habitantes congoleses como infantis e primitivos. Hergé afirmou mais tarde que foi influenciado pelos preconceitos paternalistas do meio burguês em que vivia, mas nunca teve a intenção de ser racista.

7. O cachorro de Tintin, Milu, sempre foi muito bem recebido pelo público. O fox terrier branco é o ajudante de Tintin e muitas vezes o seu salvador, já que lambe o rosto do jornalista para acordá-lo quando o perigo se aproxima. Milu é muito corajoso, mas assim como o capitão Haddock, tem uma fraqueza por uísque.

8. Curiosamente, Hergé nunca visitava os países onde as aventuras de Tintin se passavam, pelo menos não antes de escrever as suas obras. Depois de publicadas, ele e sua esposa chegaram a visitar os Estados Unidos e Taiwan.

9. O Capitão Haddock, parceiro de Tintin em suas aventuras, é conhecido por direcionar insultos criativos aos antagonistas das histórias, chamando-os de “sacripantas”, “ectoplasmas” ou “autócratas”. Segundo Hergé, essa seria uma forma de retratá-lo como mal humorado sem necessariamente ser desbocado.

10. O filme de Tintin dirigido por Steven Spielberg e lançado em 2011 teve um orçamento de 135 milhões de dólares e uma arrecadação de 374 milhões.

11. Até hoje, Tintin teve duas séries animadas, uma exibida entre 1958–1962 e outra lançada entre 1991–1992. Essa última, criada pela canadense Nelvana, é a mais famosa, sendo exibida no Brasil na TV Cultura, Canal Futura e Cartoon Network.

12. Hergé morreu antes que pudesse terminar “Tintin e Alph-Art”. O escritor belga Bob de Moor disse que queria ajudar a finalizar a obra, mas a esposa de Hergé deixou claro que ela obedeceria aos desejos do marido de manter o progresso do livro do jeito que estava. Hergé faleceu em 3 de maio de 1983, vítima de uma doença semelhante à leucemia.

E você, também é fã das histórias desse personagem? Deixe o seu comentário!

Leia Também: