Curiosidades

Você sabia que existem dunas de areia no Alasca?

Quando se fala no Alasca, muitas pessoas logo imaginam um lugar extremamente frio, cheio de geleiras, neve e esquimós. No entanto, o que pouca gente sabe é que as características geográficas desse estado norte-americano são muito mais versáteis do que o senso comum nos leva a crer. Por exemplo, você sabia que no Alasca existem dunas de areia que se assemelham a vários locais desérticos do planeta?

O Parque Nacional do Vale de Kobuk, no Alasca, é um dos parques nacionais com localização mais remota do mundo. Situado à beira do círculo ártico, este parque não conta nem mesmo com estradas ligadas à ele. Por isso, a única maneira de chegar lá é a pé, de trenó, ou através de aviões fretados. Mas o que mais chama a atenção dentro do parque de 1,7 milhão de acres são as Grandes Dunas de Areia de Kobuk, consideradas por muitos uma das maiores esquisitices do Alasca e um vestígio das imensas geleiras continentais que antes cobriam grande parte da América do Norte.

Curiosamente, o Parque Nacional do Vale de Kobuk contém não apenas uma, mas três dunas de areia: as Grandes Dunas de Areia de Kobuk, as Pequenas Dunas de Areia de Kobuk e as Dunas do Rio Hunt, que juntas cobrem 20.000 acres de terra, mas que já chegaram a cobrir uma área dez vezes maior no passado. Acredita-se que essas dunas se formaram através da ação de moagem das geleiras e pela subsequente deposição de areia por correntes glaciais que se esvaziavam no que antes era um grande lago no vale de Kobuk, há cerca de 150 mil anos atrás.

O vento esculpiu a areia em dunas que podem alcançar até 30 metros de altura e que são estabilizadas pela vegetação da área ao seu redor. O fato mais incrível de tudo isso é que, embora as dunas estejam localizadas perto do Círculo Ártico, as temperaturas do verão podem chegar a incríveis 37 graus Celsius!

O resto do parque é constituído por terras úmidas formadas pelo rio Kobuk que atravessa o parque. Uma grande variedade de vida selvagem pode ser encontrada no Vale de Kobuk, incluindo ursos pardos e pretos, alces, raposas, lobos e várias aves aquáticas. O rebanho de renas do Ártico Ocidental, o maior do Alasca e com aproximadamente 490 mil animais, viaja pelo parque durante o período de migração da espécie, promovendo um visual ainda mais interessante de se observar.

Interessante, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: