Curiosidades, História

Como surgiu o parkour?

O parkour é um método de treinamento e esporte não competitivo que envolve uma movimentação eficiente em torno de obstáculos onde o praticante utiliza apenas as habilidades e capacidades do corpo humano. Os participantes, chamados traceurs (homens) e traceuses (mulheres), se movimentam através obstáculos em ambientes que não contam com modificações especiais, como nas ruas das cidades. Os movimentos mais utilizados incluem saltar, rolar, correr, escalar e pular. Mas apesar de parecer ser algo relativamente recente, o parkour tem origens mais antigas do que muita gente imagina.

Os movimentos básicos do parkour começaram há muito tempo atrás tendo como base as artes marciais orientais, como o ninjutsu. Na década de 1920, o educador físico francês Georges Hébert começou a ensinar esses movimentos como parte do treinamento militar do exército da França. No final dos anos 80, o desportista francês David Belle expandiu essa técnica ao fundar o grupo Yamakasi, que foi o primeiro grupo dedicado exclusivamente ao parkour. O nome dessa técnica veio do termo “le parcours”, que era como o pai de David Belle, Raymond Belle, descrevia seu treinamento militar francês. No entanto, o método clássico de treinamento de obstáculos usado pelos franceses era conhecido como “parcours du combattant”.

Embora os movimentos do parkour possam parecer truques perigosos, a disciplina aplicada desestimula comportamentos imprudentes e acrobacias duvidosas. Em vez disso, o praticante concentra-se na segurança e na responsabilidade pessoal. Alguns movimentos podem até parecer simples quando executados por esses profissionais, mas na verdade são movimentos difíceis que só acontecem com sucesso após um longo treinamento. Curiosamente, o parkour é considerado por muitos tanto como arte quanto um esporte, já que a criatividade e a visão estratégica são tão importantes quanto o condicionamento físico e a força.

Embora o seu desenvolvimento tenha ocorrido em grande parte na França, o parkour é agora uma disciplina internacional, com praticantes em várias partes do mundo. Na língua inglesa, ele recebeu o nome de “free-running”. No entanto, nos dias atuais, o parkour e o free-running são geralmente considerados duas disciplinas diferentes. O Parkour é mais rígido no seu objetivo de “nunca retroceder”, ao mesmo tempo em que se mantêm prático e eficiente. O free-running, por outro lado, geralmente permite movimentos em qualquer direção, além de ser puramente para fins artísticos.

Vale destacar que um dos principais objetivos do parkour continua sendo o auto-aperfeiçoamento e a liberdade de superar os obstáculos, sejam eles físicos ou mentais. Desse modo, traceurs e traceuses treinam frequentemente para melhorar sua saúde física e mental, enquanto aprendem a superar as barreiras independentemente do seu ambiente e sem as restrições do pensamento habitual da sociedade.

Sabia dessa? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Você também pode gostar de