Curiosidades, Saúde

Como se formam as cascas de feridas?

Nós humanos somos bastante frágeis, isso não é novidade pra ninguém, principalmente porque sabemos que estamos vulneráveis a vários tipos de acidentes a qualquer momento. Sempre que nos machucamos, feridas são formadas na região e demoram um tempo para cicatrizar e a nossa pele voltar ao “normal”. Essas feridas costumam sempre formar cascas, mas você sabe como essas cascas são formadas?

O processo de cicatrização começa após sofrermos um corte ou sangramento, seja qual for o tamanho. A casca formada ao redor do ferimento tem como principal função proteger essa parte que foi lesionada ajudando na reconstrução da nossa pele. Vale lembrar que essas casquinhas nunca devem ser arrancadas, pois atrasa a cicatrização, além de deixar a ferida exposta à mais bactérias. Quando a lesão rompe as camadas superiores da pele, consequentemente vasos também são rompidos e o sangue começa a sair, assim, as plaquetas (um dos componentes do sangue) começam a ser depositadas nas bordas do ferimento e assim começa o processo de cicatrização.

A fibrina (proteína) começa a a se juntar com as plaquetas na região lesionada, assim começa a estancar o sangue. A junção das duas substâncias formam a famosa casquinha que conhecemos e temos tanta vontade de arrancar. Quando a casca começa a endurecer, é hora dos glóbulos brancos entrarem em ação e destruírem as bactérias que entraram pela ferida. É comum que pequenas dores estejam presentes na região do ferimento, isso porque o fluxo de sangue começa a se elevar, além de que a região fica mais sensível que o normal. Após os glóbulos brancos terminarem o seu trabalho, os macrófagos aparecem e eliminam de uma vez por todas as células mortas.

Após a cicatrização nossa pele jamais voltará a ser como antes, isso porque na região que foi lesionada teve que ser reconstruída do zero e geralmente a nova pele tem uma textura e tonalidade diferente da original, mas atualmente existem alguns tratamentos e produtos que prometem clarear essas regiões e deixar a pele mais próxima do tom verdadeiro.

Gostou do assunto de hoje? Compartilha e comenta esse post!

Leia Também: