Curiosidades

O que é terraceamento?

Apesar de parecer algo simples, a agricultura precisa fazer o uso de várias técnicas para obter resultados satisfatórios. Curiosamente, muitas técnicas aperfeiçoadas por engenheiros agrícolas de todo o mundo são mais antigas do que muita gente imagina, desempenhando um papel importante na agricultura há séculos. Um bom exemplo disso é o chamado “terraceamento”, uma técnica agrícola muito importante que vamos explorar ao longo desse post.

O terraceamento, também conhecido como cultivo em terraços, é uma técnica agrícola geralmente utilizada na criação de terraços através do parcelamento de rampas niveladas no solo. Inventada pelos incas que viviam nas montanhas da América do Sul, essa técnica possibilitou o cultivo de vegetais em regiões bastante montanhosas. Por causa disso, ela é comumente usada na Ásia por países produtores de arroz, como Vietnã, Filipinas e Indonésia. Além do cultivo de arroz, o terraceamento também é bastante usado ​​para cultivar batata e milho.

O terraceamento é geralmente construído nas encostas de colinas e montanhas. Quando chove, ao invés da água da chuva levar os nutrientes e plantas do solo pela encosta, ela acaba escoando para o terraço ao lado em uma espécie de rede de canais, o que acaba ajudando a acumular a água no lugar certo. Isso ajuda a manter algumas áreas secas e outras molhadas, sendo muito importante em regiões muito montanhosas e ao mesmo tempo muito chuvosas. De fato, a sua ausência teria levado a maioria das partes da Ásia a ser improdutiva. Consequentemente, o terraceamento passou a ser mais explorado em outras partes do mundo, como a África, que também sofre com problemas de produtividade agrícola. Um terraceamento bem feito é capaz de transformar terras ociosas em fazendas produtivas que podem ajudar a promover uma alta segurança alimentar no mundo, além de reter os nutrientes do solo nas fazendas.

No entanto, o terraceamento também pode ter algumas desvantagens, sendo a saturação da água da chuva a principal delas. Isso é perigoso pois causa o transbordamento de água durante a estação mais chuvosa. A consequência do transbordamento de água é o fato de poder resultar em deslizamentos de terra, caso não sejam bem administrado. Outra limitação do terraceamento é a necessidade de enormes insumos de mão de obra para construir e manter os terraços, o que aumenta (e muito) os seus custos.

Interessante, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: