Curiosidades, História

Quem inventou a pipa?

Quem inventou a pipa?

Há quem diga que “quem nunca brincou de empinar pipa nunca teve infância”. De fato, isso até que faz sentido, afinal esse brinquedo é tão popular e de tão fácil acesso que quase todo mundo já brincou com ele pelo menos uma vez na vida. Mas você já parou para pensar em quem foi o responsável por inventar a pipa? Ao longo desse post vamos conhecer um pouco sobre a origem desse brinquedo voador.

Ninguém sabe ao certo quem foi a primeira pessoa a prender uma membrana de papel em uma estrutura rígida com barbante e passou a observá-la flutuar na brisa. No entanto, os historiadores geralmente creditam a invenção da pipa aos chineses. Se olharmos apenas para os registros escritos já encontrados por historiadores, o filósofo chinês Mo-tzu foi a primeira pessoa a construir uma pipa. Os registros históricos indicam que ele criou uma pipa com a forma de uma ave ao longo de três anos. Com base nesses registros, é seguro dizer que a pipa existe há pelo menos 2.300 anos!

Curiosamente, a pipa já serviu a propósitos bem mais complexos do que apenas divertir e entreter. Na China antiga, por exemplo, o general Han Xin empinou uma pipa sobre uma área inimiga e usou o comprimento da corda do objeto para estimar a distância que os seus soldados precisariam escavar para invadir o local. Centenas de anos depois, alguns cientistas também usaram pipas como ferramentas de experimentos científicos, como no caso de Alexander Wilson, que usou pipas para medir a temperatura da atmosfera. No entanto, a experiência mais famosa envolvendo uma pipa foi realizada por Benjamin Franklin, que usou o objeto e uma chave de metal para estudar os raios durante uma tempestade.

Curiosamente, as pipas ainda servem a propósitos importantes nos dias atuais. Além de ser o brinquedo favorito de muitas crianças ao redor do mundo, elas também são usadas por alguns pescadores para segurar iscas. Além disso, elas também são usados por fotógrafos para tirar fotos com uma visão panorâmica, mas a popularização dos drones tem substituído progressivamente o seu uso nessa função.

Interessante, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: