Curiosidades

Por que o piano tem 88 teclas?

Por que o piano tem 88 teclas?

Ao contrário dos xilofones, que podem ter até 40 teclas, ou a maioria dos instrumentos de sopro, que têm um número limitado de chaves, os pianos possuem um número surpreendente de 88 teclas. Cada tecla representa uma nota diferente, dando ao piano uma ampla variedade de sons. Mas por que será que o piano tem esse número de teclas tão minunciosamente definido? Ao longo desse post, você verá que o seu número de teclas está estritamente ligado a aspectos históricos e práticos.

Inicialmente, o piano surgiu como uma modificação do cravo, um instrumento que tinha 60 teclas. Os primeiros pianos, portanto, geralmente tinham 60 teclas que consequentemente representavam cinco oitavas, já que há 12 notas em uma oitava. À medida que mais pianos eram produzidos, os compositores começaram a escrever mais músicas usando esse instrumento como base. Não demorou muito para que suas composições os levassem para além das cinco oitavas disponíveis nos pianos da época. Dessa forma, os compositores começaram a trabalhar juntamente com os fabricantes de piano para desenvolver novas versões com mais teclas para que pudessem escrever novas músicas com um alcance de notas muito mais amplo. No final da década de 1880, a Steinway & Sons, uma popular fabricante de pianos, desenvolveu o piano de 88 teclas. Consequentemente, outras fabricantes simplesmente seguiram a ideia da Steinway e o piano de 88 teclas se tornou o padrão desde então.

Mas por que exatamente 88 chaves? Bem, primeiramente porque a maioria dos compositores não escreviam músicas que incluam notas além das 88 que podem ser tocadas no piano. Além disso, as notas mais altas ou mais baixas do que as 88 do piano não são tão perceptíveis para o ouvido humano ouvir. Ou seja, os pianos até poderiam ter mais de 88 notas, mas eles ficariam mais pesados, mais caros e as notas adicionais produziriam sons que não fariam muita diferença para a maioria dos compositores. Portanto, o 88 se transformou no “número mágico” que uniu tanto os interesses dos compositores quanto as ideias das empresas fabricantes de pianos.

Vale destacar que os pianos modernos geralmente contam com 52 teclas brancas e 36 teclas pretas. As teclas brancas representam as notas naturais (Dó, Ré, Mi, Fá, Sol, Lá e Si). Já as teclas pretas diferem das teclas brancas porque representam intervalos de meio tom, conhecidos como sustenidos e bemóis. Um grupo de sete teclas brancas e cinco teclas pretas formam o conjunto de 12 notas que chamamos de “oitava”.

Sabia dessa? Compartilhe o post e deixe o seu comentário com a gente!

Leia Também: