Curiosidades

Quem foi Catarina de Médici?

Além de seu papel como disseminadora das receitas de licor para a França, Catarina de Médici foi uma importante presença na história do país e merece que recontemos sua história. Vamos lá?

Nascida Catarina Maria Romola di Médici em Florença no dia 13 de abril de 1519, filha de Lourenço II de Médici e Madalena de La-Tour de Auvérnia, Catarina de Médici foi uma nobre que tornou-se rainha consorte da França no período de 1547 a 1559 ao lado de seu marido, o Rei Henrique II. Ela tinha apenas 14 anos quando se casou com Henrique, nesta época adotou o nome Catarina de Medicis pelo qual é conhecida nos livros de história. Ela foi rainha consorte da França até 1547 quando seu marido faleceu e nesta ocasião, seu filho Henrique II de 15 anos foi quem reinou sob a tutela da mãe.

Isso foi um desafio e tanto tendo em vista que Catarina sempre foi excluida das decisões políticas, sendo que seu marido preferia sua amante Diana de Poitiers a qual influenciava muito suas decisões. Com sua morte, era ela quem deveria aprender a governar o país para ajudar seu jovem filho. Não demorou até que ele falecesse, dando lugar ao segundo filho Rei Carlos IX que também reinou sob a tutela da mãe já que na ocasião tinha apenas 10 anos. Em 1547 Carlos faleceu e deixou a coroa para o irmão caçula Henrique III que deu grande poder a sua mãe durante o reinado, dispensando seus conselhos apenas nos últimos meses de vida.

Durante os três reinados, a guerra civil e religiosa era constante e haviam muitos problemas complexos a resolver. Catarina tinha grande dificuldade de compreender as questões teológicas da revolta e precisou recorrer a linha dura para conseguir reinada. Sendo considerada frustrada e raivosa pelos rebeldes, a monarca seguia com pulso firme e foi responsabilizada pela excessiva perseguição da população contra seus filhos, o massacre de São Bartolomeu também foi considerado culpa dela.

Entretanto, alguns historiadores dizem que Cataria de Médici não tinha culpa já que teria precisado agir de tal forma para não perder o controle, porém muitas cartas registradas da época enfatizam sua tirania e crueldade. Alguns afirmam que sua autoridade foi limitada pelas guerras civis enquanto sua política era vista como desesperada para conseguir manter a monarquia Valois no trono. Independente da crença, todos dizem que sem Catarina, o reinado de seus filhos certamente teria fracassado.

Gostou? Comente!

Você também pode gostar de