Curiosidades

O que são combustíveis fósseis?

O que são combustíveis fósseis?

Os combustíveis fósseis são um dos assuntos mais comentados nos noticiários hoje em dia, principalmente por conta dos esforços contínuos na busca por métodos capazes de substituí-los por fontes de energia mais amigáveis ​​ao meio ambiente, como a energia solar e a eólica. De fato, as emissões de carbono causadas pela queima de combustíveis fósseis são o principal fator contribuinte para o aquecimento global, o que é uma pena, já que esses combustíveis são também a principal fonte de energia que impulsionou a civilização moderna durante séculos. Mas afinal, o que realmente são os combustíveis fósseis?

São chamados de combustíveis fósseis os combustíveis constituídos por hidrocarbonetos formados a partir do processo de decomposição de organismos como plantas e animais. Existem basicamente três tipos de combustíveis fósseis: carvão, petróleo e gás natural. O carvão é barato e abundante, mas libera muitos poluentes quando é queimado. O petróleo é mais difícil de encontrar e é tipicamente mais versátil, já que tem muitas utilidades e pode ser bombeado através de oleodutos para ser refinado e transformado em combustíveis como gasolina ou querosene. O gás natural também é relativamente barato e chama a atenção por ser menos poluente do que o carvão ou o petróleo bruto, mas ainda assim apresentando uma grande capacidade de emitir gases nocivos.

Os combustíveis fósseis são compostos de moléculas que contêm o carbono que restou dos corpos de plantas e animais que viveram e morreram há milhões de anos atrás. A maior parte dos depósitos de combustíveis fósseis formou-se entre 540 milhões a 65 milhões de anos atrás, quando o clima da Terra era mais quente e úmido e suas águas estavam cheias de algas, bactérias e outros minúsculos organismos. Mais de dez milhões de anos atrás, os corpos dos organismos que antes viviam foram enterrados e comprimidos no subsolo, formando um mineral chamado de “querogênio”, o precursor dos combustíveis fósseis. Foi o calor geotérmico que transformou lentamente o querogênio em combustível fóssil, dando origem ao carvão, ao petróleo e ao gás natural.

A principal vantagem dos combustíveis fósseis é que eles são fáceis de obter e são baratos de usar, sem falar na sua alta densidade de energia, o que significa que eles produzem grandes quantidades de energia quando são queimados. Mas ao contrário da energia eólica e solar, os combustíveis fósseis não são renováveis, de modo que as suas vastas reservas podem se esgotar no futuro. Além disso, o dióxido de carbono liberado pela combustão de combustíveis fósseis é uma das principais causas do aquecimento global, o que desperta cada vez mais preocupações sobre o seu uso.

De fato, é improvável que o mundo possa rapidamente acabar com toda a sua dependência de combustíveis fósseis. Mas especialistas dizem que a transição pode ser feita e deve ser iniciada com incentivos voltados ao uso de fontes renováveis ​​de energia, como eólica, solar e geotérmica. Obviamente isso exige mudanças massivas nas atuais tecnologias de transporte e de fornecimento de eletricidade, mas tal esforço pode valer muito a pena no futuro.

Sabia dessa? Compartilhe o post e deixe o seu comentário com a gente!

Leia Também: