Mistérios

3 histórias reais que inspiraram filmes de terror

A regra é clara: ao aparecer “baseado em fatos reais” o filme de terror se torna bem mais apavorante. É verdade que algumas vezes os estúdios usam essa tática para deixar o filme mais atraente ao público, mas alguns casos contados nos filmes realmente já aconteceram. Hoje vamos conhecer cinco histórias reais que inspiraram filmes de terror.

  • Annabelle

Lançado em 2014, a história da boneca Anabelle tem fundos de verdade. Na vida real, a boneca não é de madeira como mostrada no filme de terror, mas sim de pano. Ela foi um presente de uma mãe para a filha, chamada Donna. Donna estava na faculdade, e um dia começou a perceber que tinha algo estranho na boneca: ela sempre aparecia em lugares onde a garota não havia deixado ela.

Coisas estranhas passaram a acontecer, surgiram manchas de sangue na boneca, papéis escrito “me ajude” apareciam pela casa e um amigo de Donna quase foi estrangulado pela boneca, ficando com marcas de garra no pescoço.  Donna buscou ajuda de um médium, que lhes apresentou ao espírito de Annabelle Higgins, uma menininha que morreu no apartamento onde Donna vivia, muitos anos antes, e agora queria companhia. Com pena da menina, Donna deixou o suposto espírito viver com ela no apartamento.

Leia também: Por que gostamos de assistir a filmes de terror? 

Mas com o tempo as coisas pioraram, e Donna buscou ajuda com um padre. O padre lhe apresentou o casal Ed e Lorraine Warren. Eles investigaram o caso e descobriram que a boneca não era possuída, e a garotinha Annabelle não existia. A boneca era manipulada por um espírito demoníaco fortíssimo. O casal conseguiu livrar o apartamento do mal. Eles trancaram a boneca em um museu, onde guardam outros objetos mal-assombrados que encontram em suas investigações.

  • O massacre da serra elétrica

Na cidade de Painfield, nos Estados Unidos, pessoas começaram a desaparecer, na década de 1940. A polícia passou a investigar e descobriu que o responsável pelos desaparecimentos era Edward Gein, um homem com transtornos mentais e problemas com mulheres. Ele dizia enxergar nas mulheres sua falecida mãe.

Ele morava em uma zona rural da cidade, quando a polícia foi investigar sua casa, encontrou em um celeiro dezenas de corpos femininos abertos. Ele retirava a pele das mulheres e se vestia com ela porque acreditava que assim poderia se tornar uma mulher. Ele foi internado em uma clínica psiquiátrica, onde viveu pelo resto da vida. Edward morreu de câncer de pulmão em 1984. Sua história também inspirou filmes como Psicose e o Silêncio dos Inocentes.

  • O exorcismo de Emily Rose

Na vida real, Emily se chamava na verdade Anneliese Michel e vivia na Alemanha em uma família muito religiosa. Ao completar 16 anos ela passou a dizer que ouvia vozes e via demônios. Foi internada em uma clínica psiquiátrica, mas os médicos não conseguiram achar nenhuma explicação para o  problema da menina.

A história conta que seu estado ficou tão severo que ela bebia sua própria urina e comia insetos. A igreja Católica acabou por autorizar seu exorcismo. Mas ela passou por 60 sessões de exorcismo e só piorou. Ela acabou por morrer em 1976 por desnutrição e desidratação. Muitas pessoas acreditam que ela tinha quadro severo de esquizofrenia e não foi tratada adequadamente.

Você conhecia essas histórias? Conta pra nós!

Você também pode gostar de