Curiosidades, História

Conheça a primeira imagem da Avenida Paulista de São Paulo

A Avenida Paulista foi fundada em 8 de dezembro de 1891 e é um grande marco da cidade de São Paulo, logo sua primeira imagem é de suma importância para a história da cidade.

E ela foi registrada sob os olhos do pintor Jules-Victor-André Martin que fez uma belíssima pintura aquarela a qual chamou de Avenida Paulista no dia da Inauguração, 8 de dezembro de 1891. Esta é considerada uma pintura histórica e hoje está exposta no Museu Paulista onde faz parte da Coleção Gundo Museu Paulista, seu número de inventário é 1-08672-0000-0000 caso você queira conferir. Na pintura podemos ver uma larga e comprida via feita de terra batida que vai até a linha do horizonte da pintura. Dos dois lados encontramos terrenos vazios e planos envoltos por cercas e também separados por ruas menores. Na pintura vemos também a placa ‘Avenida Paulista’ que nos contextualiza da posição.

No local também é possível ver uma árvore com uma espécie de mesa na calçada cheia de lanches e doces. Ao seu redor, homens e mulheres bem vestidos que certamente fazem parte da alta sociedade de São Paulo e que, segundo o engenheiro da avenida Joaquim Eugênio de Lima, seriam os principais frequentadores do lugar. Na pintura também foi retratado um dos marcantes bondes da Avenida Brigadeiro Luís Antônio. O lote onde hoje é o Parque Trianon também foi retratado.

Contexto histórico

A Avenida Paulista era de suma importância para a cidade que crescia constantemente graças a economia cafeeira. No início, a avenida se chamaria ‘Real Grandeza’ porém logo a ideia foi mudada. Em função da grande quantia de pessoas que agora viviam em São Paulo, as elites que lá viviam estavam em busca de um local mais isolado e distante da população em geral para criar suas residências.

Foi assim que a área da Avenida Paulista foi escolhida, um local plano e distante do centro, alto e com boas possibilidades de construção. Em sua inauguração foram recebidas muitas autoridades como o próprio governador do Estado de São Paulo, senadores, jornalistas e pessoas de grande influência. Por isso lá estava Martin, a postos para criar sua obra e fazer esse tão importante registro histórico.

Gostou de conhecer essa história? Comente!

Você também pode gostar de