Curiosidades

As usinas nucleares são realmente seguras?

As usinas nucleares são realmente seguras?

As usinas nucleares são instalações construídas com o objetivo de produzir eletricidade a partir da energia nuclear, que por sua vez é obtida através do processo de fusão nuclear ou fissão nuclear. Na fusão nuclear, pequenos átomos se combinam para formar grandes átomos, liberando energia no processo. Na fissão nuclear, os átomos são divididos para formar partículas menores, também liberando energia. Apesar de serem largamente utilizadas em vários países, as usinas nucleares viraram o centro de debates sobre segurança por conta de acidentes como os de Chernobyl, Three Mile Island e Fukushima. Mas afinal, essas usinas são realmente seguras?

Embora nenhuma tecnologia possa ser considerada 100% inviolável, a energia nuclear é considerada muito segura, já que todos os riscos envolvidos são previamente calculados e podem ser devidamente controlados. No entanto, para minimizar seu risco, é necessária a implementação de práticas rigorosas de segurança. De fato, a maioria dos acidentes que ocorrem em usinas nucleares resultam de fatores que incluem negligência técnica e falhas externas.

Obviamente, a energia nuclear tem suas vantagens e desvantagens. Do lado positivo, o seu uso tem sido amplamente considerado uma fonte de energia amiga do clima, uma vez que não libera dióxido de carbono, que é um dos principais contribuintes para o aquecimento global. No entanto, as preocupações de segurança em torno da energia nuclear incluem a possibilidade de liberação de materiais radioativos no meio ambiente. Além disso, usinas nucleares usam a água de lagos próximos para resfriar os reatores, que consequentemente liberam a água fervente para os habitats de criaturas marinhas. Essa água quente também pode ficar poluída com metais pesados, o que por sua vez afeta a vida de plantas e peixes no lago.

No entanto, o maior desafio que surgiu com a geração de energia nuclear é a maneira de lidar com o lixo radioativo criado durante a fissão nuclear. Esses resíduos não podem ser descartados convencionalmente porque o combustível nuclear permanece radioativo por milhares de anos. Desse modo, a eliminação desses resíduos é um desafio, já que a demanda por espaços para descarte de sobras desse tipo é cada vez maior e a falta de armazenamento pode limitar a produção de energia nuclear no futuro.

Ou seja, em termos técnicos, tanto a energia nuclear quanto as usinas nucleares são bastante seguras, mas isso não quer dizer que esse tipo de geração de energia não traga consigo certas desvantagens. Por isso, especialistas acreditam que os governos mundiais deveriam dar preferência a métodos menos invasivos, como a energia eólica e energia solar para a produção de eletricidade.

Sabia dessa? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: