Conecte-se conosco

Oi, o que você está procurando?

Curiosidades

Por que temos a impressão de ouvir o som do mar em conchas?

Se você encostar uma concha em um dos seus ouvidos, muito provavelmente irá escutar um som semelhante às ondas em uma praia distante, como se os sons do ambiente passado da concha ainda estivessem ecoando dentro dela. Só que, por mais adorável que esse conceito se proponha a ser, é importante destacar que quando você “escuta uma concha”, não está realmente ouvindo o som do oceano. Na verdade, a forma das conchas marinhas simplesmente servem como grandes amplificadores do barulho ambiente.

De fato, esse som característico não pode ser produzido apenas por conchas, mas sim por qualquer cavidade ressonante. Quer exemplos? Muito bem, você pode ouvir algo parecido em xícaras vazias ou simplesmente ao colocar a sua mão sobre um dos seus ouvidos como se fosse uma concha. Esse som lembra o mar porque os movimentos do oceano são semelhantes ao fluxo de ar existentes nesses tipos de cavidades. A concha, por sua vez, capta o ruído ao seu redor e faz com que ele ressoe dentro dela. A ressonância é possibilitada pelas paredes internas rígidas da casca da concha, que são curvas e consequentemente refletem o ruído.

Qualquer cavidade ressonante, incluindo as conchas, é muito boa para amplificar o som ao redor. Isto significa que as conchas precisam de um barulho envolvente para reproduzir o som, de modo que a ausência de ruído circundante leva à ausência do “som oceânico”. É exatamente por isso que você não conseguiria escutar esse som do mar nas conchas em uma sala à prova de ruídos. Os ruídos do ambiente incluem o ar ao seu redor, as conversas contínuas e até mesmo os barulhos feitos pelos nossos corpos, que geralmente são ignorados pelos nossos cérebros, mas se tornam “mais altos” quando o ruído externo é eliminado.

A intensidade do som do mar também depende do tamanho e da forma das conchas. Em uma concha grande, o ar leva muito tempo para mudar a direção nas paredes internas, provocando um tom mais baixo e vice-versa. O tamanho e a forma são importantes porque diferentes objetos fornecem diferentes níveis de frequência. O ângulo e a distância entre o ouvido e a cavidade ressonante também são importantes juntamente com a quantidade de ruído que o ambiente produz.

Interessante, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Propaganda. Role para continuar lendo.

Leia Mais

Entretenimento

O mundo do YouTube vêm crescendo cada vez mais, chegando a superar até mesmo a TV aberta em alguns assuntos. O bom do YouTube...

Curiosidades

As criaturas mitológicas costumam prender a nossa atenção, principalmente por conta das características delas. Mas o que nem todos sabem é que parte dessas...

Curiosidades

As mitologias estão espalhadas por  toda parte, em todas as culturas e cada uma tem sua identidade. Atualmente, existem pessoas que acreditam em alguma...

Curiosidades

A cultura popular (especialmente nos filmes de ação) costuma trazer à tona algumas ideias bem loucas. Esquivar-se das balas parece ser a sua favorita....

Curiosidades

Existem diversos animais domésticos espalhados pelo mundo e a maior parte deles, como bem sabemos são cães e gatos. Mas também sabemos que cuidar...

Curiosidades

Quando falamos de locais, eles podem ser definidos com os mais variados termos, dependendo da sua situação. Conhecemos por exemplo diversos países, estados e...

Curiosidades

Atualmente temos no mundo cerca de 7.097 idiomas sendo falados, segundo o compêndio Ethnologue que é considerado o maior inventário de línguas do planeta....

Curiosidades

Já estamos bastante acostumados a ver zumbis em séries de TV, filmes, HQ’s e até mesmo em livros. Nos últimos tempos eles ficaram tão...