Curiosidades

O curioso besouro-escorpião que é capaz de de injetar toxinas através de suas antenas

Os besouros são insetos geralmente considerados inofensivos aos seres humanos. Das mais de 350.000 espécies documentadas até hoje, apenas três são conhecidas por morder pessoas e mesmo assim isso só acontece se essas criaturas se sentirem ameaçadas. No entanto, existe uma espécie de besouro que poucas fontes conhecem, o Onychocerus albitarsis, também conhecido como “besouro-escorpião”. Esse é o único besouro conhecido que tem a capacidade de picar os humanos com suas antenas e liberar uma toxina dolorosa.

Descrita pela primeira vez em 1859 pelo famoso entomologista inglês Francis Polkinghorne Pascoe, o besouro-escorpião é considerado por muitos especialistas um fascinante caso de evolução convergente. Enquanto todos os outros insectos conhecidos distribuem o seu veneno ou as suas toxinas através de estruturas com funções exclusivas para este fim, o besouro-escorpião faz isso através de suas duas longas antenas. Pesquisas sugerem que elas podem ter evoluído para se parecer com a cauda segmentada de um escorpião.

Casos documentados de pessoas picadas pelo tal besouro-escorpião são raros e devido à natureza ilusória desse inseto, pouco se sabe sobre a toxina que ele injeta através de suas antenas. Atualmente existem apenas três relatos conhecidos de picadas desse besouro em humanos: um em uma área rural no Peru e dois no interior do estado de São Paulo, sendo que nenhum deles se mostrou ser letal, apesar da grande dor promovida.

No caso de uma das vítimas brasileiras picadas pelo Onychocerus albitarsis, ela disse ter sentido uma dor muito aguda, além de ter notado vermelhidão e coceira ao redor da área da picada. No entanto, mais pesquisas sobre a composição da toxina e seus efeitos concretos nos seres humanos serão realizadas para a obtenção de mais informações.

Vale destacar que, embora a potência da toxina injetada pelo escaravelho ainda seja desconhecida, a maioria dos especialistas acredita que ela é incapaz de matar um ser humano, ao contrário do veneno de um escorpião. Ainda assim, as pessoas são aconselhadas a evitar qualquer tipo de contaco com esses besouros devido à dor aguda que a picada causa e ao potencial risco do desenvolvimento de uma reação alérgica.

Curioso, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Você também pode gostar de