Curiosidades, História

Conheça o lápis mais antigo do mundo!

O que seria de nós em uma prova de matemática senão existisse um belíssimo lápis para nos ajudar e poder ser apagado inúmeras vezes a cada erro realizado. Porém, você já parou para pensar em qual seria o lápis mais antigo do mundo e com quem ele está?

Os primeiros lápis de livres do uso de chumbo nasceram no século XVI, período em que foi descoberto o grafite, estado alotrópico mais comum do carbono. Neste período o material era chamado de chumbo negro, no início o material era utilizado para marcar as ovelhas e também para riscar superfícies, assim fazendo nascer os primeiros e rústicos lápis. Infelizmente, os lápis de chumbo foram utilizados por muitos anos ainda em função da grande adoração pelo material, sendo sua toxicidade descoberta apenas no século XX e fazendo com que não fosse mais comercializado. Uma curiosidade interessante é que hoje o Brasil é o maior produtor de todo o mundo quando o assunto é lápis, sendo responsável por 1,9 bilhões das 5 bilhões e 500 milhões de unidades produzidas todo ano pelo mundo.

Lápis mais antigo do mundo

O lápis mais antigo do mundo é de um século depois e foi encontrado no meio de duas colunas que ficavam no sótão de uma casa. A peça foi levada para pesquisadores que através de registros históricos, marcas de uso e também deduções o dataram do século XVII. A teoria é de que algum carpinteiro o tenha usado para fazer suas marcações e o esquecido no meio da construção. Ele é composto por dois pedaços de madeira de tília que foram colocados com uma barra de grafite no meio. Hoje o material é preservado no acervo da Faber-Castell na Alemanha.

Incrível, não é mesmo? Comente!

Você também pode gostar de