Curiosidades

Você sabia que em Singapura é proibido vender chicletes?

Sim, você leu corretamente. Em Singapura não adianta procurar chicletes para vender porque, afinal, não existem. Se você quiser mascar uma deliciosa goma, precisará de uma receita ortodôntica para fins dentários ou médica para quem está parando de fumar. Como assim? Vamos descobrir!

Desde 1992 foi proibido em Singapura que qualquer pessoa mascasse chicletes sob pena de multa de US$500 a US$1000. Além disso também foi proibido que qualquer pessoa vende, compre, fabrique ou importe o produto. Só para você ter uma ideia, uma pessoa que importasse gomas de mascar poderia ficar um ano presa e ainda teria que pagar uma multa de US$5 mil!

Para burlar a proibição é muito comum que jovens se dirijam até a fronteira com a Malásia para comprar chiclete, quem diria? Tráfico de goma de mascar… Singapura é conhecida justamente por ser uma das legislações mais severas quando o assunto é regular o comportamento público. Por lá pichar muros, jogar lixo no chão, fumar em pontos de ônibus, urinar em vias públicas e cuspir no chão são causa para multas altíssimas e até mesmo prisão. Logo, mascar chicletes ser proibido até que é tranquilo.

Mas e a razão, meu caro amigo?

O governo de Singapura já vinha há alguns anos reclamando dos chicletes grudados nos bancos de praça, jogados no chão, colados nas placas de trânsito e muito mais. Havia mais chiclete fora das lixeiras do que dentro delas e para limpar tudo isso havia um custo elevadíssimo com mão de obra e equipamentos que facilitassem a remoção, custando um alto investimento para os cofres públicos. Porém, a gestão ia levando, limpando e resolvendo a ‘porquisse’ alheia. Isso até que a gota d’água ocorreu. Em 1992 havia tamanho acúmulo de chicletes nas portas do metrô que elas acabaram não conseguindo mais fechar e quando isso não acontecia, diversos atrasos e interrupções ocorriam porque o metrô não anda com suas portas abertas por questão de segurança.

Foi neste ano que o governo, exausto de resolver a falta de educação do público, proibiu a entrada de chicletes no país e de 1992 a 2004 nada entrava lá. Nem chiclete de nicotina para o auxílio a parar de fumar. Isso só mudou mesmo em 2004 quando houve um acordo comercial entre os Estados Unidos e Singapura para o fornecimento das gomas de mascar com fins medicinais que são vendidas apenas em farmácias.

E quanto aos turistas?

Tenho certeza que agora você ficou bem preocupado. O que será que acontecerá com você caso entre no país mascando um delicioso chiclete? Nada. Exatamente, por lá os turistas tem a liberdade de trazer consigo sua própria goma de mascar, podendo consumi-la no país sem problemas desde que não venda ou presenteie os moradores – mal educados – locais com ela.

Bizarro, não é mesmo? Comente!

Leia Também: