Curiosidades

Por que as nuvens de chuva são escuras?

Por que as nuvens de chuva são escuras?

Poucos fenômenos na natureza conseguem despertar reações tão distintas quanto uma nuvem escura surgindo no horizonte. Uma pessoa que precisa pegar a estrada, por exemplo, pode não gostar nenhum pouco disso, mas um fazendeiro inspecionando seu campo sedento por chuva certamente estará feliz em presenciar esse momento. De fato, as nuvens que se transformam em chuva, como as nimbostratus e as cumulonimbus, geralmente possuem bases cinzentas ou quase pretas, servindo como um tipo de sinal indicando que existe uma possibilidade do surgimento de uma tempestade. Mas você já parou para pensar no por que essas nuvens são tão escuras? É isso o que vamos abordar ao longo desse post!

Entendendo a composição das nuvens

Para falar sobre a variação de cor das nuvens, precisamos primeiramente entender a sua composição básica. As nuvens se formam quando as parcelas de ar úmido esfriam o suficiente para que seu vapor de água se condense em gotículas, o que pode ocorrer quando o ar aquecido sobe para a atmosfera. Se a temperatura estiver baixa o suficiente, uma nuvem também poderá criar cristais de gelo e se estas gotículas/cristais crescerem bastante em tamanho e se fundirem uns com os outros, basicamente eles podem se tornar muito pesados ​​para permanecer no ar e por isso acabam caindo através de algum tipo de precipitação, que pode ser chuva, neve, granizo ou graupel. A palavra latina nimbus significa “nuvem negra” ou “tempestade de chuva”, e os meteorologistas a usam para classificar dois dos principais tipos de nuvens de chuva: nimbostratus (nuvens de chuva em camadas que não produzem relâmpagos) e cumulonimbus (nuvens que geram raios, trovões e fortes chuvas).

A razão por trás de tanta escuridão

No caso desses tipos de nuvens de chuva, elas apresentam uma cor mais escura porque uma quantidade bem pequena de luz está conseguindo alcançar suas bases. Os topos brancos e os lados da nuvem espalham a maior parte da luz refletida do sol, permitindo que menos luminosidade passe pelo interior da nuvem. Gotículas de água maiores são mais eficazes do que as menores na absorção do que na dispersão da luz solar e podem criar um tom mais escuro. Ou seja, basicamente as nuvens de chuva são mais escuras por que estão bem mais “concentradas” de grandes gotículas de água do que as outras mais brancas. Também é possível que as nuvens apresentem tonalidades escuras simplesmente porque estão à sombra de uma nuvem próxima ou porque o sol está apenas iluminando seus topos. Até mesmo a posição do observador em relação à nuvem e ao sol também pode fazer a diferença.

Identificando a chance de chuva

Vale destacar que, como a discussão acima sugere, uma nuvem escura nem sempre significa necessariamente uma chuva iminente, embora aquelas com uma parte inferior cinzenta ou enegrecida de forma profunda certamente mereçam atenção. Basicamente, as nuvens nimbus obtêm sua aparência intimidadora através da dispersão da luz do sol. Uma dica visual para saber se uma nuvem escura tem um grande potencial de chuva envolve observar se a sua base contém uma aparência difusa criada pela queda da precipitação. Trovões também podem indicar uma chuva iminente e podem ser usados como algo a ser levado em conta nesse tipo de análise.

Interessante, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: