Curiosidades

Por que os ratos são os animais mais usados em experiências científicas?

Por que os ratos são os animais mais usados em experiências científicas?

Com o passar do tempo, os humanos passaram a desenvolver um número cada vez maior de métodos para resolver problemas, especialmente aqueles relacionados à saúde do corpo humano. Por exemplo, a nossa espécie teve que começar a realizar experimentos científicos para encontrar respostas para as perguntas que nos intrigavam durante séculos. No entanto, com o aumento desses experimentos biológicos, passamos também a precisar de mais criaturas vivas que pudessem desempenhar o papel de “cobaia” nesses estudos. Até hoje, os ratos são os animais mais usados em experimentos desse tipo, mas por que será que eles se tornaram os favoritos dos cientistas? Ao longo desse post, vamos explorar os principais fatores que levaram à escolha dessas criaturas.

Praticidade em primeiro lugar

Primeiro de tudo, os ratos são criaturas pequenas, fáceis de manusear, transportar e realizar experimentos, ao contrário de animais maiores ou menos previsíveis. Imagine, por exemplo, picar uma girafa ou um elefante com uma agulha. Muito provavelmente não seria tão fácil como acontece com um rato, não é mesmo? Pois bem, além disso, os ratos são relativamente inofensivos. Isso é muito importante durante um experimento, já que nessas situações os animais são forçados a passar por uma variedade de condições, algumas das quais podem ser muito irritantes ou provocativas. Portanto, se você conseguir irritar um rato, o máximo que ele pode fazer é beliscar seus dedos. Por outro lado, cutucar um tigre com um instrumento afiado pode resultar na morte de qualquer pesquisador.

Ótimos procriadores

Como você já deve saber, os ratos são procriadores formidáveis, já que eles se reproduzem muito rápido em comparação aos outros animais. Isso significa que, ao gastar uma quantidade menor de tempo, os cientistas podem obter várias cobaias para os experimentos. Além disso, os ratos também têm uma vida útil muito curta, o que significa que eles morrem após um curto período de tempo, dando lugar à uma nova geração. Consequentemente, isso facilita o estudo de diferentes gerações de ratos em um curto espaço de tempo.

Semelhanças com os seres humanos

Além de todos os fatores que apresentamos acima, os ratos também são os preferidos para experimentos científicos porque são notavelmente similares aos humanos. Para se ter uma ideia, essas criaturas compartilham 90% dos genes com os seres humanos! É por isso que eles representam a melhor maneira de testar a natureza das diferentes interações gênicas. Além disso, muitos dos sistemas corporais dos ratos têm um desempenho muito semelhante ao nosso, o que torna ainda mais conveniente estudar o efeito de medicamentos nos seus corpos.

Sabia dessa? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: