Curiosidades

Os pinguins têm joelhos?

Os pinguins têm joelhos?

Quase todo mundo deve concordar que o pinguins são animais bem fofinhos e engraçados, especialmente porque a sua coloração faz com que eles pareçam estar usando smokings o tempo todo. Mas além da sua aparência elegante, você também pode reconhecer os pinguins facilmente por causa do seu jeito bastante peculiar de andar. Enquanto eles caminham sobre superfícies geladas, eles tendem a andar lentamente e de forma desengonçada, parecendo aproveitar todo o tempo do mundo sem maiores preocupações. É exatamente por causa dessa forma de caminhar que muitas pessoas acreditam que os pinguins não têm joelhos, mas será que isso é realmente verdade? Chegou a hora de descobrir!

Bem, basta você pegar a imagem de qualquer radiografia das pernas de um pinguim para descobrir que os pinguins têm joelhos sim! Na verdade, a estrutura de locomoção de um pinguim é composta de quatro partes: fêmur, joelho, tíbia e fíbula, que por incrível que pareça são os mesmos ossos que você tem nas suas pernas. O fato de que as pernas desses animais parecem ser tão curtas tem mais a ver com uma certa ilusão de ótica, já que as coxas e as as partes superiores das pernas dos pinguins ficam escondidas por suas penas.

No entanto, isso levanta uma outra questão: se os pinguins têm joelhos, então por que eles andam de forma tão desengonçada? Bem, essa pergunta intrigou os cientistas por um bom tempo, exigindo vários estudos na área. Depois de muita pesquisa, a teoria mais aceita sugere que esse jeito esquisito de caminhar se dá ao fato de que as suas pernas foram projetadas para ajudá-los a nadar mais rápido, e não necessariamente para auxiliá-los a caminhar de uma forma mais eficaz. Se você observar atentamente as pernas de um pinguim, notará que elas são um pouco curvadas para a parte traseira do corpo. Isso dificulta a caminhada em terra, pois requer mais energia para se mover rapidamente, mas por outro lado, essa característica contribui para um nado perfeito. Além disso, os pinguins costumam andar “nas solas dos pés” como os outros pássaros, o que deixa o seu caminhado ainda mais engraçado.

É importante destacar que, como os pinguins passam até 75% do seu tempo na água, os seus corpos evoluíram de uma forma que prioriza as habilidades aquáticas. Além do auxílio das suas pernas, eles usam suas caudas e pés como lemes, enquanto suas nadadeiras servem como as asas de outras aves. Ou seja, na prática, os pinguins simplesmente “voam” pela água.

Animais muito interessantes, não é mesmo? Compartilhe o post e deixe o seu comentário!

Leia Também: