Curiosidades

Conheça a história do Monstro dos Andes

Conheça a história do Monstro dos Andes

É quase impossível impedir que crimes aconteçam todos os dias, isso porque não conseguimos prever eles, muito menos mudar a mente de quem os cometem. Ao longo da história diversos crimes aconteceram, alguns acabaram chocando o mudo inteiro e ganharam destaque nos principais meios de comunicação, principalmente pelo fato de serem absurdos ou exagerados.

No ano passado, o portal G1 e Núcleo de Estudos da Violência da USP, realizaram um levantamento quanto ao número de crimes cometidos aqui no Brasil e chegaram à conclusão de que houve uma queda de mais de 10% comparado a 2017. Alguns assassinos começam a se formar aos poucos sem nem ao menos percebermos, prepare-se pois hoje iremos conhecer a história do Monstro dos Andes.

Monstro dos Andes

Pedro Alonso Lópes nasceu no dia 8 de outubro de 1948 em Santa Isabel, Tolima, ele era filho de mãe prostituta. Ele foi expulso de casa quando tinha apenas 8 anos de idade, isso porque sua mãe o flagrou fazendo carícias sexuais na sua irmã mais nova, quando estava nas ruas, ele foi acolhido por um pedófilo que o abusou violentamente.

Após escapar do pedófilo, Pedro começou a cometer vários crimes como roubos de carro, por exemplo. Aos 18 anos ele foi preso pela primeira vez e na cadeia acabou sendo espancado por uma gangue, ele jurou vingança e um tempo depois matou 4 membros dessa gangue. Em 1978, quando tinha 30 anos ele foi solto e começou a cometer crimes ainda mais hediondos.

Monstro dos Andes

Pedro começou a sequestrar meninas que tinham entre 9 e 19 anos no Peru, ele levava cada uma das vítimas para um lugar bem escondido que já tinham covas preparadas, o homem tinha prometido a si mesmo que faria com várias meninas o mesmo que o pedófilo tinha feito com ele no passado, porém o crime foi ainda pior. Pedro atraía suas vítimas prometendo-lhes presentes, quando chegava ao local, ele as estuprava, estrangulava e enterrava.

Aos 30 anos, o homem já tinha matado mais de 100 garotas. Ele chegou a ser capturado por membros de uma tribo Quechua, quando tentava sequestrar uma menina de 9 anos, ele foi condenado pelos indígenas a ser enterrado vivo, mas conseguiu escapar após um grupo de missionários convencer o povo a entregá-lo para a polícia.

Monstro dos Andes

Ele então resolveu se tornar nômade e passou um tempo na Colômbia e no Equador, onde por cerca de 3 semanas matou 3 crianças por semana. Enquanto tentava sequestrar a filha de um vendedor no Equador, o Monstro dos Andes foi capturado pela polícia e confessou ter matado aproximadamente 110 garotas, questionado pelos policiais, ele então os levou até o local onde 53 corpos estavam enterrados.

Como a lei equatoriana só permitia pena máxima de prisão de 16 anos, ele acabou sendo internado em uma clínica psiquiátrica, onde passou 14 anos e foi liberado por bom comportamento. No tempo em que ficou internado, Pedro confessou ter matado matado mais 240 meninas, totalizando 350 assassinatos. Após sair da clínica, o criminoso tinha que se apresentar periodicamente às autoridades, ele até fez isso por um tempo, mas em 1998 ele fugiu sem deixar nenhum rastro.

Monstro dos Andes

Em 2002 foi emitido um novo mandato de prisão para Pedro, isso porque o corpo de uma jovem foi encontrado com a as mesmas características de que o Monstro dos Andes cometia o crime, porém o homem nunca mais foi visto. Se ainda estiver vivo nos dias de hoje, ele está com 70 anos.

Terrível, não acha? Não esquece de compartilhar a matéria e comentar o que achou!

Leia Também: